Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Veja comparação de preços em supermercados do Rio de Janeiro

Escrito por: Priscila Gomes em 29 de outubro de 2018

A comparação de preços em supermercados pode fazer muita diferença no orçamento da família. Por isso, pesquisar os melhores preços é importante para garantir boas compras e, logicamente, economias.

Pensando nisso, a Proteste – Associação de Consumidores fez uma pesquisa que mostra os estabelecimentos mais baratos da cidade do Rio de Janeiro.

comparação de preços em supermercados

Entendendo a pesquisa de comparação de preços

O estudo é importante para que o consumidor conheça os supermercados com preços mais salgados e os que oferecem mais vantagens ao cliente, bem como os produtos mais vendidos.

Vamos entender mais sobre a pesquisa e a metodologia realizada? A Associação escolheu 104 produtos e comparou os valores em 243 empreendimentos.

Há dois grupos de análise: a cesta “Líderes de Venda” (1) e a cesta “Mais Baratos” (2). A primeira elenca 104 produtos em decorrência das marcas mais vendida. Já a segunda é destinada aos menores preços, independente da marca.

A pesquisa que visa os líderes de venda foi feita com produtos distribuídos em categorias como mercearia salgada, limpeza, alimentos perecíveis e outros. É importante relembrar que os preços levam em conta promoções pontuais com o objetivo de se aproximar mais do dia-a-dia do consumidor.

Entres as 243 lojas pesquisadas estão os mercados pequenos, hipermercados e supermercados de todas as regiões da cidade. Com isso, comparar os preços por região é uma tarefa mais simples.

Comparação de preços em supermercados

comparação de preços em supermercados

Agora que você já entendeu basicamente o que é a pesquisa, observe os preços de supermercado para supermercado.

É válido lembrar que a cesta 1 inclui uma lista de 104 produtos com marcas mais vendidas divididas nas seguintes categorias: mercearia doce e salgada, higiene e limpeza e hortifrúti.

Já a cesta 2 é composta por 90 produtos com as marcas mais baratas, nas mesmas categorias exceto as carnes, frutas, verduras e legumes.

Em relação aos produtos da cesta 1, as redes mais baratas são a Assaí e o Atacadão. Logo em seguida, aumentando 10% nos valores, está o Supermercados Intercontinental.

Os supermercados mais caros, que variam entre 29% e 33% mais caros estão: Zona Sul Supermercados, Rede Supermarket e Princesa Supermercados.

O preço da cesta 1 possui um custo mínimo de R$446,62 e máximo de R$727,78, ou seja: R$281,16 de diferença.

O valor mais alto para os produtos foi identificado no Prezunic do Cachambi, e o menor foi no Extra de Campo Grande.

Se o consumidor levar em consideração a comparação de preços em supermercado e optar por fazer compras no Extra de Campo Grande economizará R$3.373,92 em um ano.

Para a cesta 2, a diferença é de 67% a mais em relação às redes de mercado. A Assaí também lidera este grupo com menores preços. Em seguida temos a Makro Atacadista e o Atacadão, com 7% e 11% de aumento, respectivamente.

Os supermercados das redes Princesa Supermercados, Pão de Açúcar e Zona Sul possuem diferença de 48% a 67% em relação ao primeiro. O valor mínimo para estes produtos foi de R$268,75, e máximo, de R$488,41.

Os produtos mais caros e mais baratos

De acordo com a pesquisa, o quilo do alho é o produto que sofre maior alternância de valores entre os mercados. O preço mínimo foi de R$7,95 e o máximo de R$39,95. Confira mais produtos:

comparação de preços em supermercados

Quando se compara a região, foi constatado que os valores médios dos produtos da cesta 1 estão mais concentrados na Zona Sul da cidade (Botafogo, Laranjeiras e outros), sendo por volta de R$567,96.

Os preços médios para a cesta 2 são melhores na Zona Norte (Tijuca, Vila Isabel e outros), onde estão saindo por R$398,46.

Para ambas as cestas, os maiores valores foram encontrados em supermercados da Zona Sul, com médica de R$603,21 e R$572,77 para a cesta 1 e 2, respectivamente.

Com o estudo foi concluído que nos menores estabelecimentos se encontram os melhores preços. Estes oferecem produtos de mercearia e primeiras necessidades.

Os preços mais altos são vistos nos hipermercados, que possuem diferença de até 27% a mais nos produtos da Cesta 1 (Líderes de Venda) e de 16% para mercadorias da Cesta 2 (Mais Baratos).

Os estabelecimentos menores não pertencerem às redes, por isso, comparando rede com rede, os valores mais em conta são os de atacado como visto na Assaí e o Atacadão. Nas compras em rede, a diferença entre a mais cara da Cesta 1 pode ser de 33% e de 67% para a Cesta 2.

Consumidor deve conferir os preços para garantir economia

Se o consumidor quer garantir os descontos e economizar nas compras, o ideal é que pesquise. Também é fundamental fazer uma lista de compras e segui-la à risca.

Fazer compras de produtos supérfluos, além de quebrar o orçamento mensal, prejudica na economia feita nos mercados.

Confira algumas dicas antes de fazer compras:

– Faça a comparação de preços em supermercados;

– Anote o que precisa comprar;

– Não compre mais do que é necessário;

– Some os itens antes de ir ao caixa.

E aí, tudo pronto para começar a economizar no supermercado?

Priscila Gomes

Jornalista. Gosto de abraços, aniversários e do Natal. Atualmente produzo conteúdo para internet e faço assessoria sindical.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Consórcio-Yamaha
planos-de-saúde
Cobrar dinheiro emprestado
comprar-um-imóvel-sem-entrada
Montar uma reserva de emergência