Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Latam - Ofertas Imperdíveis

62% dos trabalhadores da indústria temem perder empregos para robôs

Escrito por: Priscila Gomes em 12 de novembro de 2018

Uma pesquisa recente realizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a organização Latinobarómetro mostrou que 62% dos brasileiros têm medo de perder empregos para robôs.

O futuro, para estes trabalhadores, ainda é incerto. Mas apesar de se dizerem preparados em relação à formação, consideram que podem ser facilmente substituídos em suas profissões.

O fato é que a sociedade está em constante avanço tecnológico em diversos segmentos do mercado e isso, certamente, trará impactos aos trabalhadores. Mas afirmações alarmistas devem ser evitadas. Em vez das vagas desaparecerem, elas serão transformadas. 

Trabalhadores da indústria temem perder empregos para robôs

Pessoas irão perder empregos para robôs?

Para entender melhor a situação da indústria brasileira na atualidade, convidamos Marco Alexandre Santos, diretor latino-americano da GFT Latam, para falar sobre os impactos do avanço da tecnologia. Estes, sejam positivos e negativos, devem ser encarados com uma visão real.

Marco possui conhecimento em indústria, inovação, marketing e vendas, além de contar com mais de 20 anos de experiência internacional na indústria de Tecnologia da Informação.

É válido iniciar o assunto lembrando que as máquinas e o avanço tecnológico surgem para potencializar as capacidades humanas e contribuir para a sociedade, principalmente quando colabora para que os humanos foquem em ações criativas e dinâmicas.

De acordo com Marco, a inteligência artificial, por exemplo, traz resultados positivos. Desde a otimização de processos, fazendo com que sejam mais inteligentes e ágeis, até a análise de volume e insights gerados a partir dos dados, onde encontra soluções que tornam as experiências dos consumidores mais proveitosas.

“No fim das contas, a inteligência artificial nos dá uma perspectiva de futuro que pode ser vista como positivo. Poderemos usar os dados levantados para aprimorar nossos conhecimentos a fim de levar às empresas possibilidades de um serviço qualificado, com mais eficiência e produtividade no local de trabalho.”

50% dos trabalhos no Brasil já poderiam ser automatizados

Trabalhadores da indústria temem perder empregos para robôs

Ao ser questionado se a evolução da indústria ainda afetaria consistentemente os trabalhadores brasileiros, Marco diz que as tecnologias podem, sim, alterar o rumo do mercado.

Para a área financeira, por exemplo, a inteligência artificial já mostrou para que veio e diversas vantagens podem ser observadas.

“Já não se fala mais tanto em Big Data, isto é, os dados gerados somente por pessoas. Big Data já se tornou um termo ultrapassado. Com a Inteligência Artificial, chegamos em um patamar em que dados não são criados só por nós, mas por robôs também.”

Segundo o diretor administrativo, é possível conferir esta mudança até no dia a dia em áreas diferentes das dos investimentos.

“É fato que a tecnologia substituirá o homem em algumas áreas de atuação, porém a inteligência humana seguirá indispensável em muitas outras. Em uma sociedade que muda em ritmo frenético, o mercado precisa se adaptar e se reinventar na mesma velocidade, certo?!”

Sistema de ensino também deve ser transformado

De acordo com a pesquisa da consultoria Ernst & Young, um a cada três postos de trabalho será substituído por robôs até 2025. Em outro estudo realizado pela McKinsey, 50% dos atuais postos de trabalho no Brasil já poderiam ser automatizados.

“Mais do que uma transformação profunda na dinâmica do mercado de trabalho global, a forma como nos capacitamos, reciclamos conteúdos e evoluímos nosso sistema educacional também se modifica.”

Ou seja, em vez das vagas desaparecerem, elas serão transformadas. A indústria é uma das áreas em que mais se verifica avanço da tecnologia. Aos trabalhadores da área, o indicado é que se reciclem e renovem na medida destas mudanças.

“Os trabalhos manuais e repetitivos devem ser feitos por máquinas. O modelo em que fomos criados, com um sistema que incentiva a repetição, está ruindo. É um modelo exaustivo e que traz poucas perspectivas de crescimento pessoal e profissional”, diz o especialista em tecnologia.

As tarefas, portanto, serão modificadas, mas a exigência de habilidades interpessoais e criativas ainda estarão nas mãos dos humanos sendo realizadas por eles. A tendência não é a extinção de empregos, mas, sim, a redução destas funções repetitivas.

Tecnologia não deve ser vista como vilã

Encarar as novas tecnologias como uma oportunidade é vital para que ambos, humanos e robôs, tenham mais capacidade de produção. A tecnologia deve ser um potencializador da capacidade humana, assim como o ser humano pode e deve tomar para si as soluções que surgem.

“Com a ajuda dessas soluções, conseguiremos focar em composição, criação e emoção e aplicarmos o que temos de melhor e que só nós conseguimos fazer”, diz Marco Alexandre.

“Para ter a tecnologia como aliada, nós precisamos entender que os profissionais de destaque do futuro não serão os mais preparados, mas sim os que demonstrarem melhor capacidade de adaptação às novas dinâmicas.”

Por isso é importante discutir e alertar sobre as consequências do avanço tecnológico. As transformações nos processos industriais já impactam e irão continuar abalando diretamente a sociedade.

“A discussão é importante para que os líderes de hoje tomem as rédeas desse processo e, com atitudes éticas, ofereçam soluções que minimizem eventuais riscos, construindo uma sociedade com mais conhecimento e igualdade de oportunidades”, encerra o diretor.

A pergunta que fica aos profissionais de hoje é: você está preparado para isso? Conte para nós nos comentários sua relação com a tecnologia.

Priscila Gomes

Jornalista. Gosto de abraços, aniversários e do Natal. Atualmente produzo conteúdo para internet e faço assessoria sindical.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Opções para plano de saúde de cachorro
trabalho temporário no fim do ano
economia da china
procura por cursos de games no país
Lucro do FGTS