Início Notícias Finanças Pessoais Ano novo sem dívida: como limpar o nome em 2019

Ano novo sem dívida: como limpar o nome em 2019

0
(0)

Limpar o nome em 2019 foi o pedido de muitos brasileiros na hora da virada. Afinal, 62 milhões estão inadimplentes, de acordo com levantamento recente feito pela Serasa Experian.

Os dados apontam que a somatória das dívidas dessas pessoas está em quase R$ 275 bilhões. Isso representa uma média de 3,8 dívidas por CPF e um valor que chega a R$ 4.462 por pessoa.

Dívida com bancos e cartões de crédito são as causas de grande parte desse alto número de pessoas com o nome sujo. Essas dívidas são seguidas por atrasos de pagamentos com financeiras. Além dos chamados utilities, que são contas como a de energia, gás e água.

Entre os inadimplentes, o maior número é do gênero masculino, com 50,8% dos negativados. As mulheres representam os outros 49,2%.

limpar o nome em 2019

13º salário para limpar o nome em 2019

O 13º será usado como salvação de muitos brasileiros para limpar o nome em 2019. É o que aponta pesquisa da Boa Vista com pouco mais de 1.300 entrevistados em todo o Brasil.

Com o cenário econômico cada vez mais apertado, 79% das pessoas pretendem utilizar o 13º para o pagamento de dívidas já contraídas. Destes, 45% informaram que usarão esta renda extra para quitar dívidas (eram 37% em 2017).

Já 21% alegaram que conseguirão poupar o 13º salário. E 19% guardarão para pagar as contas de início de ano, como IPVA, IPTU, matrícula e material escolar.

Ainda dos que receberão o 13º salário, 6% disseram que usarão a renda a mais para viajar. E 3% iam comprar produtos da ceia de Natal.

Outros 6% dividirão o uso do 13º salário para comprar móveis e eletrodomésticos, roupas e acessórios ou presentes. Por fim, 1% informou que irá comprar eletroeletrônicos.

3 passos para limpar o nome em 2019

1 – Identifique o tamanho da sua dívida

O primeiro passo para limpar o nome em 2019 é calcular exatamente o quanto deve. Se não souber ao certo, procure os credores para descobrir.

Lembre-se que o valor deve considerar o montante emprestado mais os juros e taxas. Saber o valor dos juros separadamente é importante, inclusive, para facilitar a negociação.

2 – Negocie suas dívidas

Caso não consiga finalizar suas dívidas com o 13° salário, negociar com os credores pode ser uma saída para começar o ano com o nome limpo.

Afinal, ele tem tanto interesse em receber a dívida quanto você tem em quitá-la.

Ambos podem chegar num valor e em um número de parcelas que seja bom para as duas partes. Mas atenção: só faça uma proposta de pagamento que de fato conseguirá honrar.

É comum que instituições financeiras se reúnam para fazer mutirões ou campanhas de renegociação de dívidas. Nesses casos, a oportunidade de descontos maiores é grande, já que as empresas convocam os devedores em massa para quitar as dívidas.

3 – Pesquise opções alternativas

Para fazer a renegociação da dívida, você pode fazer a portabilidade para outra instituição financeira que conte com melhores condições de pagamento.

Por isso, pesquise as taxas de juros das outras instituições. Assim como seus prazos para pagamento e benefícios oferecidos.

Com essa pesquisa, é possível pressionar o seu banco para melhorar as condições antes de portar a dívida para outra instituição financeira.

Caso o seu banco não esteja de acordo com as condições, é possível portar a dívida para outro banco. Isso é possível sem precisar abrir nova conta corrente, em alguns casos.

Já fez seu planejamento financeiro?

Não comece o ano com dívidas! Portanto, faça um planejamento financeiro. Como o próprio nome já diz, é a capacidade de planejar o modo como você lida com seu dinheiro.

É ainda antever situações futuras, criar objetivos e adaptar seu comportamento para garantir que suas metas sejam cumpridas. São vários os benefícios de planejar.

Um dos principais é melhorar sua vida financeira e os hábitos de consumo. Além de proporcionar o autoconhecimento sobre a própria realidade financeira.

Quem tem um planejamento financeiro adequado sabe exatamente quais são as contas que deve pagar ou quando suas contas vencem. Assim, pode ficar muito mais tranquilo e se planejar mais facilmente sem se preocupar em limpar o nome em 2019.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Conheça os 9 tipos de investimento em Renda Fixa

Investimento em renda fixa continua a modalidade favorita de oito entre dez brasileiros. É o que mostra a pesquisa Raio-X do investidor,...

Empréstimo Consignado: confira a taxa de juros dos bancos

Provavelmente você já escutou falar em empréstimo consignado, mas sabe o que significa? Sabe qual é a taxa de juros dos bancos?...

Saiba como vender infoprodutos e gerar renda extra

Você já escutou falar em infoprodutos? Sabe o que é como vender? Para quem não sabe, essa é uma forma de você...

4 documentários na Netflix para empreendedores

O serviço de filmes online Netflix tem uma grande oferta de documentários para empreendedores. Eles mostram realidades de empresários que conquistaram sucesso...

Como funciona o aluguel de carro para Uber?

Se você está sem emprego ou quer aumentar a sua renda, uma opção pode ser virar motorista de aplicativo. E caso você...

Especialista orienta como montar uma reserva financeira na crise

A pandemia do novo coronavírus, além de ter determinado mudanças no comportamento entre a população, também paralisou as atividades econômicas no Brasil....