Como limpar seu nome no SPC e Serasa | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,785
Euro R$ 4,411
Bitcoin R$ 24.200,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,020
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Como limpar seu nome no SPC e Serasa

Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milhões de pessoas estavam inadimplentes. A estimativa é do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Isso corresponde a 40,5% da população com idade entre 18 e 95 anos.

Esse total representa uma alta de 2,71% na comparação com fevereiro de 2017 e de 0,55% em relação a janeiro deste ano. Na avaliação do SPC, esse movimento foi influenciado pelo desemprego em alta e renda em queda.

Por faixa etária, a inadimplência está mais concentrada entre a população de 30 a 39 anos – 51% dos clientes dessa faixa tinham o nome nos cadastros de devedores.

O motivo, de acordo com o SPC, é que o poupar dinheiro não é um hábito do consumidor brasileiro, nem mesmo entre aqueles que têm renda maior. Outro fator é não saber gerenciar o orçamento mensal e doméstico.

Não pagar uma dívida no prazo determinado é o caminho para estar com alguma pendência nos órgãos protetores ao crédito. Nesse caso, o cidadão fica com o CPF negativado, o que é popularmente conhecido como “nome sujo”.

SPC e Serasa

Como consultar nome sujo?

Por questão de segurança, só há duas formas de consultar o CPF pelo nome completo da pessoa. Empresas que possuem convênio com birôs de crédito (por exemplo Boa Vista, SPC e Serasa) podem realizar essa pesquisa, mas não podem repassar para consumidores.

Um consumidor só pode fazer a consulta de outro se for o representante legal, judicial ou procurador dessa pessoa. E para isso, terá que ir a uma agência da Receita Federal. Não dá para fazer pela internet.

Se você tiver os números do CPF, você consegue confirmar a informação no site da Receita Federal sem pagar nada. Mas será preciso ter também a data de nascimento do titular do CPF.

Se você precisa consultar a saúde financeira de outra pessoa, é possível fazer isso no Serasa Experian. O serviço permite que você fique sabendo sobre dívidas, cheques sem fundo e outras restrições que a pessoa tenha. Para isso, você precisará dos números do CPF que será consultado e dos seus documentos.

Consequências de ter o nome sujo

SPC e serasaFicar com o nome no SPC e Serasa é uma situação nada agradável. Por isso, é importante saber os problemas enfrentados por aqueles que não pagam as contas em dia.

1 – Crédito restrito
Ao ficar com o CPF negativado, o consumidor pode ter uma compra bloqueada imediatamente. Ele também terá sérias dificuldades para obter empréstimos e financiamentos.

Isso porque as instituições financeiras serão mais exigentes ao conceder o crédito. O cidadão ainda terá problemas para abrir uma conta bancária, alugar um imóvel e fazer pagamentos com cheque.

2 – Cheque especial cancelado
Se não houver planejamento, as dívidas podem crescer e se tornar impagáveis no curto prazo. Isso pode fazer com que o banco cancele o cheque especial por causa da dificuldade apresentada pela pessoa em pagar os valores devidos.

3 -Dificuldades para conseguir emprego
Muitas organizações investigam a vida financeira dos candidatos a um emprego, analisando o CPF para encontrar possíveis dívidas. Se a pessoa está com o “nome sujo”, pode ser eliminada do processo seletivo.

Problemas com a justiça

Dependendo do valor da dívida, muitas corporações entram com ações judiciais contra o devedor. O objetivo é fazer com que essas pessoas paguem o débito contraído.

Caso o consumidor perca a ação, as contas no banco são bloqueadas, e os bens (imóveis, automóveis e etc.) são penhorados.

Inegavelmente é uma situação bastante constrangedora enfrentar um processo judicial por causa de dívidas. Isso porque pode tornar a relação entre o cliente e a empresa ainda mais complicada e conflituosa.

Como limpar seu nome?

A maioria dos credores gosta da negociação. Quando se faz o parcelamento do valor devido, o cliente já tem seu nome limpo caso pague a primeira parcela.

Contudo, é preciso ter muito cuidado. Não adianta negociar a dívida, caso você não tenha condições de pagar as parcelas.

Se o grau de endividamento é elevado, é melhor procurar o apoio da Defensoria Pública ou do Procon. Ambos têm condições de contribuir na negociação dos débitos e podem propor alternativas que ajudem a quitar a dívida sem comprometer o orçamento familiar de forma significativa.

Outra forma de limpar o nome sujo é utilizar a Serasa Limpa Nome. Sem fazer grandes deslocamentos, o consumidor pode negociar os débitos por meio de vários canais, como chat, e-mail e telefone. Ao chegar a um acordo, é possível imprimir um boleto bancário e quitar os débitos para ficar novamente com o nome limpo.

Cuidado: às vezes o débito não some

Em alguns casos, o nome do consumidor pode continuar no SPC e Serasa mesmo quando o débito foi pago. Nesse caso é preciso entrar na justiça para regularizar a situação. O ideal é apresentar o comprovante de pagamento na ação, que também pode pedir danos morais.

Atualmente muitos clientes ficam com o nome sujo por causa de fraudes. Elas ocorrem quando uma pessoa compra, sem a autorização da outra, uma mercadoria e não paga. Com a expansão do comércio online essa situação está se tornando bastante comum.

Para não ser prejudicado, o consumidor deve recorrer ao Poder Judiciário com o boletim de ocorrência, relatando o crime. A recomendação é solicitar uma antecipação de tutela para que o nome seja retirado da lista de devedores rapidamente. O cidadão ainda pode solicitar danos morais, pois foi cadastrado nos órgãos de proteção ao crédito indevidamente.

Decurso do prazo de 5 anos

O artigo 206, parágrafo 5° do novo Código Civil determina que o credor pode cobrar a dívida até um prazo de 5 anos.  Se o débito não for quitado nesse período, a pendência não poderá ser mais cobrada judicialmente.

Com a dívida prescrita, o nome do cliente também não poderá estar nos órgãos de proteção ao crédito. Isso significa que o cidadão estará com a situação regularizada, podendo obter empréstimos e fazer pagamentos sem nenhuma restrição.

Fique atento aos seus direitos

Confira alguns direitos que podem ser exercidos pelas pessoas com o nome no SPC e Serasa:

1 – Solicite a identificação do cobrador – Peça para a empresa de cobrança uma autorização escrita do credor, confirmando o interesse na quitação da dívida.

2 – Saiba o valor verdadeiro da dívida – É necessário que os dados do valor a ser pago sejam informados com transparência. O devedor deve receber o valor inicial do débito, juros, multas, correção monetária e o valor total.

3 – Não se deixe ser coagido – As empresas não podem fazer pressão e ameaças para o cliente fechar uma negociação para pagar a dívida.

4 – Ser informado sobre o risco de penhora – Apenas o juiz pode determinar a penhora de bens para o pagamento de débitos. Isso apenas pode ser feito após a abertura do processo judicial.

5 – Pedir indenizações – As cobranças abusivas e as que provocam constrangimentos ao devedor e a pessoas próximas são bons motivos para o inadimplente recorrer ao Poder Judiciário e solicitar a indenização por danos morais.

Faça um planejamento para não entrar no SPC e Serasa

SPC e SerasaFazer o orçamento mensal com todas as despesas diminui as chances de ser surpreendido no final do mês e ter o nome incluído no SPC e Serasa.

Para isso, pegue seu orçamento mensal e marque todos os gastos que podem ser cortados ou reduzidos. Tente fazer uma estimativa de quanto poderá ser economizado nos próximos meses se todas as medidas forem implantadas pela família.

Lembre-se ainda dos imprevistos! Desemprego, doenças, divórcios não têm hora para acontecer e você deve ter sempre uma reserva para estes casos.

Por isso, sempre é bom ter uma poupança. Não precisa poupar 30% do salário, mas é sempre bom ter uma reserva para as horas de aperto e necessidade.

Tente poupar 10% ou 5% de seu salário, mas poupe, pois assim você estará guardando uma reserva que poderá ser utilizada para diversos fins. O FinanceOne explica as melhores maneiras para você poupar.







Mais lidos

11 eventos de empreendedorismo em 2018 para você ficar ligado
Empreender é a sua meta para 2018, mas você não sabe por onde começar? E o que todo empreendedor...
Fuja desses 5 erros ao administrar suas finanças pessoais
Você sabe como administrar suas finanças pessoais? A sua resposta pode até ser sim, se você est...
Franquia home office: como lucrar trabalhando em casa
Abrir uma franquia home office é mais fácil e barato do que você imagina. E a notícia boa é: o ...
Cuidados ao contratar um seguro de celular
Ter um seguro é essencial para garantir a segurança e a comodidade caso algo dê errado ou não sa...
Investir em Portugal vale a pena? Descubra!
Vale investir em Portugal. Não é só a facilidade da língua que pode atrair investidores brasilei...
Conheça os 31 planos de saúde suspensos pela ANS
Muitas pessoas têm planos de saúde para evitar que em momentos de necessidade tenham que recorrer ...





Notice: Undefined variable: hidden in /var/www/finance-one/wp-content/themes/financeone_estrategia/single.php on line 46

Publicidade