Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

O que aprender com o Empreendedor do Ano 2019

Escrito por: Mateus Carvalho em 6 de novembro de 2018

Você está querendo começar a empreender em 2019, mas não sabe como? Então, aprenda com Rodrigo Galindo, CEO da Kroton, escolhido como Empreendedor do Ano 2019. A notícia foi divulgada no último dia 30, pela Ernst & Young (EY), que explicou que o executivo vai representar o empreendedorismo brasileiro na etapa global do prêmio, o EY World Entrepreneur Of The Year™.

A etapa global acontecerá em Monte Carlo, no Principado de Mônaco, em junho de 2019. O evento vai reunir os representantes escolhidos em mais de 60 países em que a premiação é realizada.

empreendedor do ano 2019
O Empreendedor do Ano 2019 é o CEO da Kroton

Além do Empreendedor do Ano 2019, que foi destaque na categoria Master, foram homenageados na mesma categoria: Decio Luiz Chieppe (Grupo Águia Branca), Família Ometto (São Martinho), Modesto Carvalho de Araujo Neto (Drogaria Araujo) e a dupla Renato Feder e Alexandre Ostrowiecki (Multilaser).

A trajetória do Empreendedor do Ano 2019

Rodrigo Galindo
Rodrigo Galindo (Foto: Reprodução LinkedIn)

O Empreendedor do Ano 2019 está inserido no ramo da educação desde os 13 anos, já que o pai era dono da Universidade de Cuiabá. Em 1998, se formou em Direito pela Unic e, um ano depois, Rodrigo Galindo abriu a própria faculdade, chamada Fama.

Entre 2002 e 2008, foi diretor geral da universidade. Em paralelo, ocupou o cargo de pró-reitor administrativo da Unic. O executivo também foi o responsável pela expansão dos negócios da família. Além de ter sido o executor da venda do empreendimento da família para o grupo Kroton por R$200 milhões, em 2011.

No final do mesmo ano, o Empreendedor do Ano 2019 assumiu o cargo de CEO da Kroton, que ocupa desde então. Foi durante a administração de Rodrigo Galindo que a Kroton tornou-se a maior empresa privada de educação do mundo.

“Não é fácil empreender no Brasil”

Rodrigo Galindo falou, durante seu discurso no evento, que empreender no Brasil não é uma tarefa fácil. Principalmente por causa da instabilidade política e econômica. O Empreendedor do Ano 2019 acredita que pode contribuir com o país de maneira significativa.

“Temos como responsabilidade atuar com a educação. Um dos caminhos para transformarmos o Brasil e importante propósito na vida das pessoas. É um trabalho muito gratificante.”

A Kroton Educacional tem uma trajetória de mais de 50 anos na prestação de serviços no ensino básico e mais de 15 anos no ensino superior. A empresa tem atualmente 143 unidades de ensino superior, presentes em 20 estados e 101 cidades brasileiras. Além de 1.310 polos de ensino a distância credenciados pelo MEC, localizados em todos os estados e no Distrito Federal.

A Kroton consolidou sua liderança tanto no ensino presencial quanto na educação a distância. Isso ocorreu porque em 2013 aconteceu uma fusão com a Anhanguera. E recentemente, a aquisição da Somos Educação, empresa de ensino básico.

Categoria Emerging selecionou empreendedores em expansão

Na categoria Emerging, a EY homenageou os irmãos Leonardo e Leandro Castelo, da Ecoville. Essa categoria seleciona os empreendedores em expansão e com alto potencial de crescimento. 

Já na categoria Sustentável, que elege projetos de grandes empresas com foco em sustentabilidade, a iniciativa escolhida foi a do Bradesco, representada por André Cano.

“Acreditamos que os empreendedores são motivados por uma causa e por um estado de espírito de resiliência e perseverança. Eles não desistem dos seus sonhos nem durante um ano desafiador como vem sendo esse. São lindas histórias de vida, que nos mostram a importância de sempre acreditar que é possível. E que é necessário visualizar as possibilidades”, afirmou Leonardo Donato, sócio-líder de mercados emergentes da EY para o Brasil e América Latina, durante seu discurso no evento.

Outro homenageado da noite como executivo empreendedor foi Pedro Parente, da BRF, reconhecido por sua habilidade de impulsionar o crescimento de uma empresa líder no seu segmento. Na categoria Family Business, a família Ermínio de Moraes, da Votorantim, foi homenageada por adotar boas práticas de gestão e assegurar a perenidade de uma empresa ao longo de gerações.

Em edições anteriores, já foram homenageados na EY Rubem Menin, da Engenharia MRV, considerado o primeiro brasileiro reconhecido na edição global em junho de 2018, Edgar Corona, da rede de academias Bio Ritmo, e Roberto Medina, idealizador do Rock in Rio.

Outros homenageados no evento foram Pedro Lima, do Grupo 3corações, Eraí Maggi Scheffer, do Grupo Bom Futuro, Francisco Deusmar de Queirós, da rede Pague Menos, Alexandre Costa, da Cacau Show, e Arri Coser, da NB Steak.

9 empreendedores que ficaram ricos antes dos 30

Empreendedores que ficaram ricos antes dos 30 são fonte de inspiração para profissionais de todas as idades. E são muitos! Eles conseguiram e inspiram aqueles que sonham em chegar à marca de US$ 1 milhão ainda jovens.

Conheça a trajetória desses jovens empresários que alcançaram o sucesso financeiro tão cedo. Mas, antes, saiba que muitos deles usaram mantras do famoso investidor da bolsa Timothy Sykes. Saiba quem são os empreendedores que ficaram ricos antes dos 30.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe um comentário

Posts relacionados

Investir ou empreender
Negócios em alta para 2019
currículo
negócio digital
mudança de carreira