Início Notícias Mercado Cambial Como escolher uma exchange para compra de moedas digitais?

Como escolher uma exchange para compra de moedas digitais?

0
(0)

Antes de escolher uma exchange para compra de moedas digitais, você tem que saber o que é essa plataforma. Essas corretoras facilitam a compra, venda e troca de criptomoedas e tokens.

Você pode se perguntar: tem como fazer isso diretamente com outra pessoa? Sim, é possível, entretanto, é preciso ter confiança no vendedor, em especial quando o envio do valor em moeda fiduciária ou outro criptoativo é feito antecipadamente.

Para evitar riscos, surgiram as exchanges para compra de moedas. Elas copiaram o modelo das corretoras tradicionais, cobrando taxas em troca desse serviço de intermediação e liquidação.

Além dos impostos, há todo um custo jurídico e legal para manter a estrutura necessária para operar de forma idônea, respeitando a legislação vigente.

Os tipos de exchanges de criptomoedas

As exchange para compra de moedas podem ser divididas em três opções. São elas:

1 – Corretores

Corretores de criptomoedas muitas vezes oferecem a maneira mais simples e conveniente de comprar moedas digitais. O problema é o custo.

Afinal, você não pagará apenas um preço maior que o de mercado por suas criptomoedas, mas também terá que pagar tarifas de transação.

2 – Plataforma de negociação

As plataformas conectam compradores de criptomoedas com vendedores e cobram uma tarifa para facilitar cada transação. Nelas, você pode negociar criptomoedas à taxa de mercado atual ou à um limite especificado.

Aliado a isso, o modelo tende a fornecer acesso a uma gama mais diversificada de moedas do que corretores. Além disso, frequentemente disponibilizam gráficos para ajudá-lo a planejar suas negociações.

3 – Exchanges Peer-to-peer (P2P)

Essas plataformas permitem a troca direta (P2P) entre pessoas em todo o mundo. A exchange age somente como uma intermediária, com o vendedor capaz de definir seu próprio preço e métodos de pagamento aceitos.

Como escolher uma exchange para compra de moedas digitais?

O primeiro passo para escolher uma exchange é pesquisar sua reputação, tempo de atividade e quadro de funcionários.

Outro passo importante é verificar a liquidez, o volume negociado nos principais ativos.

O primeiro passo para escolher uma exchange para compra de moedas digitais é pesquisar sua reputação

No entanto, é muito comum o cliente inexperiente optar por exchanges com menores taxas e esquecer de levar em conta que durante momentos de grandes oscilações, a cotação tende a ficar muito distante das líderes.

Por fim, lembre-se de verificar com atenção taxas, além de limites para depósitos, saques e transferências. Muitas das vezes, essas informações ficam disponíveis no site da exchange.

Sem regulamentação oficial

Um dos problemas desse tipo de investimento é que as corretoras de criptomoedas não são regulamentadas no Brasil.

Como o Bitcoin é classificado como uma mercadoria, ou commodity, e não como ativo financeiro ou ativo do mercado de capitais. Ou seja, nem o Banco Central (BC) e nem a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) fiscalizam as exchanges.

Só recentemente essas empresas receberam alguma fiscalização, por parte da Receita Federal, que a partir de agosto passou a exigir informações sobre as operações com criptomoedas.

Onde comprar criptomoedas de forma segura?

É possível encontrar várias empresas que fazem essa intermediação de compra e venda de criptomoedas. Portanto, preparamos uma lista contemplando as exchanges para compra de moedas mais conhecidas. São elas:

  • Foxbit;
  • Brasil Bitcoin ;
  • BitcoinTrade;
  • Mercado Bitcoin;
  • Bitpreço.

Ficou interessado? Então confira outras plataformas para compra e venda de criptomoedas, como o Bitcoin.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Boleto ou Pix? Entenda as vantagens e desvantagens de cada um

O Pix, novo sistema de pagamentos anunciado pelo Banco Central (BC), começou a funcionar no dia 16 de novembro e já movimentou mais...

Cartão Next: como funciona e quais são as taxas cobradas

Você já escutou falar no cartão Next? Ele é oferecido pelo Next, banco digital criado pelo Bradesco para concorrer com outras instituições...

Qual a melhor forma de vender carro usado? Confira!

Após o período de fechamento motivado pelo novo coronavírus, vender carro usado tem sido um bom negócio. Depois de amargar queda nos...

Consórcio de dinheiro: como funciona?

Saiba como funciona o consórcio de dinheiro, suas vantagens e desvantagens e como se organizar financeiramente para esse consórcio.

Trabalhadores podem movimentar FGTS emergencial até 30 de novembro

Os trabalhadores precisam correr para garantir o dinheiro do FGTS emergencial. Isso porque eles têm até 30 de novembro para movimentar a...

Nome sujo: entenda as restrições e seus direitos

O grande volume de compras, excedendo a realidade financeira, pode resultar em péssimos resultados futuros. O brasileiro é um dos melhores no quesito comprar...