Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisSaiba como pagar menos imposto com a Previdência Privada

    Saiba como pagar menos imposto com a Previdência Privada

    5
    (1)

    Você tem uma previdência privada? Sabe quais benefícios ela pode te trazer? Com ela você pode pagar menos impostos nas suas contribuições com a Receita Federal.

    Publicidade

    Além disso, os planos de previdência privada contam com diversas vantagens financeiras!

    Afinal, esse tipo de previdência é uma garantia de complemento de renda na hora que o trabalhador vai se aposentar. Além de ser possível realizar um planejamento de viagens e de como será a aposentadoria!

    Previdência privada
    Se você Previdência Privada saiba que é possível pagar menos imposto com ela

    Por isso, ao contratar um plano de previdência privada, na modalidade de Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), você tem a possibilidade de diminuir a base de cálculos do Imposto de Renda.

    Quer saber como? Continue lendo esse artigo!

    Requisitos para pagar menos impostos com Previdência Privada:

    Antes de mais nada, para desfrutar dos benefícios tributários ao contratar a previdência privada, é preciso que você se atente a alguns requisitos. Confira abaixo!

    Publicidade
    • Ser contribuinte ou aposentado pelo INSS ou RPPS;
    • Realizar as contribuições para planos da modalidade PGBL;
    • Realizar a declaração do Imposto de Renda na forma completa;
    • Respeitar o limite máximo de contribuição de 12% da sua renda bruta tributável para abatimento da base de cálculo do Imposto de Renda.

    O que é PGBL e como ele pode te ajudar a pagar menos imposto

    Quando você decide investir na previdência privada, é preciso definir sobretudo três características para os seus planos. São eles:

    1. Tipo do plano: se será PGBL ou VGBL;
    2. A tributação incidente: podendo ser progressiva ou regressiva e;
    3. O Fundo de investimento escolhido para rentabilizar os recursos aportados.

    Um Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) tem como objetivo acumular o valor investido. A especificidade desse tipo de plano é que no momento do resgate ou da contratação de renda mensal, o investidor terá incidência do Imposto de Renda.

    Isso é possível porque ele ocorre sobre o valor total resgatado, que é o valor investido mais os rendimentos. Caso você escolha receber o seu capital por meio de renda mensal, o Imposto de Renda será cobrado sobre o valor total da renda.

    Nessa modalidade de plano, o investidor pode deduzir da base de cálculo do IR, os valores contribuídos em planos de PGBL até o limite de 12% da renda bruta anual tributável. E com essa dedução, o investidor começa a ter uma vantagem tributária.

    Podendo reduzir dessa forma o seu imposto a ser pago ou até mesmo aumentar a restituição da declaração anual do Imposto de Renda.

    + C6 Bank: como funciona previdência privada

    Publicidade

    Como identificar a renda bruta tributável?

    Nesse sentido, para saber a sua renda bruta tributável basta ir até o quadro 3 de rendimentos e deduções retido na fonte. Na linha 1, você verá o total de rendimentos.  

    Quando for declarar o Imposto de Renda, no sistema da Receita Federal, você insere a sua renda bruta tributável e o valor da contribuição para os planos PGBL. Nesse sentido, o cálculo dos 12% dedutíveis é gerado de forma automática.

    Dessa forma, o valor contribuído que excede os 12% para planos PGBL é desconsiderado para a dedução da base do cálculo do Imposto de Renda.

    Você sabe, portanto, quais são as outras despesas dedutíveis do Imposto de Renda? Pois algumas são:

    • Dependentes;
    • Educação;
    • Saúde;
    • Pensão alimentícia;
    • Doação.

    Por isso, vale muito a pena ter um plano de previdência privada. Além de ser uma despesa dedutível, ela serve como uma reserva financeira para um futuro distante.

    Publicidade

    É por isso, inclusive, que muitas pessoas optam por ela como um complemento à aposentadoria da Previdência Social.

    Agora que você já sabe como pagar menos imposto com a previdência privada, confira os melhores planos de previdência para cada perfil de investidor. Confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisSaiba como pagar menos imposto com a Previdência Privada

    Saiba como pagar menos imposto com a Previdência Privada

    5
    (1)

    Você tem uma previdência privada? Sabe quais benefícios ela pode te trazer? Com ela você pode pagar menos impostos nas suas contribuições com a Receita Federal.

    Publicidade

    Além disso, os planos de previdência privada contam com diversas vantagens financeiras!

    Afinal, esse tipo de previdência é uma garantia de complemento de renda na hora que o trabalhador vai se aposentar. Além de ser possível realizar um planejamento de viagens e de como será a aposentadoria!

    Previdência privada
    Se você Previdência Privada saiba que é possível pagar menos imposto com ela

    Por isso, ao contratar um plano de previdência privada, na modalidade de Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), você tem a possibilidade de diminuir a base de cálculos do Imposto de Renda.

    Quer saber como? Continue lendo esse artigo!

    Requisitos para pagar menos impostos com Previdência Privada:

    Antes de mais nada, para desfrutar dos benefícios tributários ao contratar a previdência privada, é preciso que você se atente a alguns requisitos. Confira abaixo!

    Publicidade
    • Ser contribuinte ou aposentado pelo INSS ou RPPS;
    • Realizar as contribuições para planos da modalidade PGBL;
    • Realizar a declaração do Imposto de Renda na forma completa;
    • Respeitar o limite máximo de contribuição de 12% da sua renda bruta tributável para abatimento da base de cálculo do Imposto de Renda.

    O que é PGBL e como ele pode te ajudar a pagar menos imposto

    Quando você decide investir na previdência privada, é preciso definir sobretudo três características para os seus planos. São eles:

    1. Tipo do plano: se será PGBL ou VGBL;
    2. A tributação incidente: podendo ser progressiva ou regressiva e;
    3. O Fundo de investimento escolhido para rentabilizar os recursos aportados.

    Um Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) tem como objetivo acumular o valor investido. A especificidade desse tipo de plano é que no momento do resgate ou da contratação de renda mensal, o investidor terá incidência do Imposto de Renda.

    Isso é possível porque ele ocorre sobre o valor total resgatado, que é o valor investido mais os rendimentos. Caso você escolha receber o seu capital por meio de renda mensal, o Imposto de Renda será cobrado sobre o valor total da renda.

    Nessa modalidade de plano, o investidor pode deduzir da base de cálculo do IR, os valores contribuídos em planos de PGBL até o limite de 12% da renda bruta anual tributável. E com essa dedução, o investidor começa a ter uma vantagem tributária.

    Podendo reduzir dessa forma o seu imposto a ser pago ou até mesmo aumentar a restituição da declaração anual do Imposto de Renda.

    + C6 Bank: como funciona previdência privada

    Publicidade

    Como identificar a renda bruta tributável?

    Nesse sentido, para saber a sua renda bruta tributável basta ir até o quadro 3 de rendimentos e deduções retido na fonte. Na linha 1, você verá o total de rendimentos.  

    Quando for declarar o Imposto de Renda, no sistema da Receita Federal, você insere a sua renda bruta tributável e o valor da contribuição para os planos PGBL. Nesse sentido, o cálculo dos 12% dedutíveis é gerado de forma automática.

    Dessa forma, o valor contribuído que excede os 12% para planos PGBL é desconsiderado para a dedução da base do cálculo do Imposto de Renda.

    Você sabe, portanto, quais são as outras despesas dedutíveis do Imposto de Renda? Pois algumas são:

    • Dependentes;
    • Educação;
    • Saúde;
    • Pensão alimentícia;
    • Doação.

    Por isso, vale muito a pena ter um plano de previdência privada. Além de ser uma despesa dedutível, ela serve como uma reserva financeira para um futuro distante.

    Publicidade

    É por isso, inclusive, que muitas pessoas optam por ela como um complemento à aposentadoria da Previdência Social.

    Agora que você já sabe como pagar menos imposto com a previdência privada, confira os melhores planos de previdência para cada perfil de investidor. Confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?