Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

5 motivos para não emprestar o cartão de crédito

Escrito por: Mateus Carvalho em 22 de abril de 2019

Você já passou pela situação de um conhecido pedir para você emprestar o cartão de crédito? Pode ser amigo ou até mesmo família. Esse fato é bem comum entre os brasileiros.

Mas, será que é seguro emprestar o cartão de crédito?

A resposta para essa pergunta pode variar, mas o importante mesmo é ter muito cuidado antes de sair emprestando o seu cartão para alguém.

Isso porque essa ajuda pode acabar saindo mais cara para você do que para a pessoa que usou.

Se a pessoa não pagar o valor que usou no seu cartão, você terá de arcar com o prejuízo.

emprestar-o-cartão-de-crédito

Isso não quer dizer que você não possa emprestar o cartão para o seu filho ou marido, por exemplo, para realizar alguma compra.

Mas tenha cuidado quando são pessoas com as quais você não tem muita intimidade, como parentes mais distantes, além de amigos.

Além do risco de a pessoa não te pagar o que irá dever, se ela pede o seu cartão de crédito emprestado pode ser que esteja enfrentando problemas financeiros.

Por isso, antes de emprestar o cartão de crédito para alguém é importante pensar se você não corre riscos.

Por que não emprestar o cartão de crédito?

1) Você pode necessitar do limite do cartão

O ideal é que você sempre realize suas compras à vista para ter o orçamento controlado e evitar dívidas.

Porém, pode ser que em um determinado dia você precise utilizar o cartão de crédito para realizar uma compra ou até mesmo para uma emergência.

E se você emprestar o cartão de crédito para algum parente e/ou amigo, não terá limite suficiente para realizar sua compra. Principalmente, se o limite já tiver todo comprometido.

Nesse caso, será necessário esperar que todas as parcelas sejam quitadas para que você possa utilizar o cartão.

2) É pior do que emprestar dinheiro

Pode parecer estranho, mas a afirmação acima é verdadeira.

Isso porque quando se empresta uma determinada quantia em dinheiro, o combinado está entre você e a pessoa.

Não há a interferência de agentes financeiros, além das taxas de juros, que podem ser altas.

Lembre-se que a dívida no cartão de crédito é mais agressiva, devido aos juros. Além disso, ainda existe o risco de a pessoa não pagar o que deve e você ter de bancar a fatura.

Caso não tenha como quitar o cartão, você precisará arcar com os juros altos. E caso não pague, ainda poderá ficar com o nome sujo.

3) Você está emprestando o seu nome

Você emprestou o seu cartão de crédito e a pessoa não pagou? Isso significa que você terá de arcar com o prejuízo sozinho.

Isso porque é o seu nome que está em jogo e você não vai querer que ele pare no SPC e Serasa.

Além disso, a sua fatura irá acumular juros, seu score de crédito acabará mais baixo e com isso o seu nome ficará sujo com as instituições financeiras.

4) Cuidado com o motivo do empréstimo

Antes de emprestar o cartão de crédito para alguém, pare para pensar qual o motivo de a pessoa estar pedindo o seu cartão.

Existem diversos motivos para uma pessoa realizar esse pedido. Um deles é ela ter se descontrolado e estourado o limite do próprio cartão de crédito.

Outro motivo é que a pessoa não conseguiu fazer um cartão para ela mesma, por ter um score de crédito considerado baixo.

Por isso, é importante ficar atento!

5) Você pode acabar na malha fina

Quem realiza grandes movimentações financeiras, que não sejam compatíveis com a renda declarada, pode acabar chamando a atenção da Receita Federal.

Com isso, você terá de justificar o gasto para o órgão, e será difícil comprovar que você emprestou o cartão de crédito para outra pessoa.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Black Friday chegando: como não cair em ciladas
Adeus, consumismo: dicas para fazer compras em brechó
Os concursos da Mega-Sena
venda de produtos
Conta de luz mais cara em maio