Início Notícias Finanças Pessoais Como conseguir um empréstimo com score baixo?

Como conseguir um empréstimo com score baixo?

4.5
(2)

Diversos fatores são levados em consideração para analisar se a empresa vai conceder crédito para um cliente ou não. Informações cadastrais, renda mensal, regularidade do CPF e score de crédito são alguns dos pontos avaliados.

O score, no entanto, muitas vezes parece ser determinante para conseguir um empréstimo.

Se a sua dúvida é se é possível conseguir um empréstimo com score baixo a resposta é que sim. No entanto, você provavelmente terá que lidar com juros maiores.

Para ajudar você, reunimos as principais informações e dicas de como conseguir um empréstimo com score baixo. Continue a leitura para saber mais!

+ Serasa Score: o que é e como aumentar sua pontuação

O que as empresas avaliam para conceder um empréstimo?

Quando você solicita o empréstimo em qualquer banco, a empresa irá analisar o pedido e a solicitação passa por uma análise de crédito. Essa análise tem como objetivo avaliar se você tem condições ou não de pagar o valor pedido.

Nessa análise são avaliadas informações como dados cadastraisrestrições no nomeperfil de crédito e renda.

+ Qual perfil com mais chances de conseguir um empréstimo?

Isso quer dizer que apenas ter um bom score não é garantia de conseguir crédito. No entanto, ter um score baixo dificulta a liberação de um empréstimo.

Qual score ideal para conseguir empréstimo? 

Se você já procurou empréstimo é provável que tenha escutado do gerente que seu score era bom ou ruim. Entretanto, não existe uma pontuação exata que garanta ao consumidor acesso a todos esses produtos financeiros.

O score não é uma lei, mas sim um indicador que empresas usam para avaliar. Ou seja, uma pessoa pode conseguir um empréstimo em um banco e ser negado em outro.

serasa score
Ao analisar um pedido de empréstimo, os bancos levam em consideração o score de crédito

Mas, afinal, quando o score é considerado bom? A pontuação é dividida em três níveis: 

  • Score de crédito baixo = 0 a 300 pontos;
  • Score de crédito médio = 300 a 700 pontos;
  • Score de crédito alto = 700 a 1000 pontos.

Um score de crédito bom está acima de 700 pontos. Isso porque mostra ao banco que o risco de inadimplência desse consumidor é baixo. Ou seja, as chances de conseguir melhores ofertas de crédito (taxas de juros menores, bons limites de cartão, financiamento, etc) são maiores.

+ 5 opções de cartão de crédito para quem tem score baixo

Dicas para conseguir empréstimo com score baixo

Para aumentar seu score e conseguir empréstimo, sua principal prioridade deve ser limpar seu nome. Por isso, se você tem dívidas atrasadas, negocie com as empresas e pague todas elas. Além disso, há outras dicas como:

Tenha contas no seu nome

O banco e instituições financeiras vão analisar qual é a sua relação com empresas de crédito e outros negócios. Para isso, é importante que você tenha contas no seu nome.

Use bens como garantia

Ter imóveis e veículos em seu nome e usá-los como garantia é uma das formas mais prováveis de conseguir empréstimo para score baixo. Isso porque os bens são uma segurança a mais para a empresa de que ela terá o crédito de volta caso o cliente não consiga pagar. 

Use seu salário ou benefício do INSS

Outra possibilidade para quem busca empréstimo, mas tem score baixo é o crédito consignado. Esse tipo de linha de empréstimo considera a folha de pagamento ou benefícios do INSS como uma garantia.

Portanto, conseguir um empréstimo para score baixo é sobre ser mais persistente na hora de pesquisar um banco ou instituição que conceda. Entretanto, a tarefa não é impossível.

Você sabia que existe o Serasa Turbo, uma ferramenta para aumentar seu score? Confira conteúdo exclusivo do FinanceOne sobre o assunto.

 

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Camila Miranda
Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui