InícioNotíciasFinanças PessoaisSerasa Score: saiba o que é e como aumentar sua pontuação

Serasa Score: saiba o que é e como aumentar sua pontuação

5
(4)

Se você já tem renda própria e, principalmente, se já precisou acessar alguma linha de crédito, provavelmente ouviu falar no termo “Serasa Score“. A pontuação nesse índice pode ter um grande impacto nos serviços financeiros que uma pessoa busca.

Mas, afinal, o que é esse score? Como funciona? E por quê a pontuação nele é tão importante?

O Score é uma ferramenta que pontua o perfil financeiro de uma pessoa. Ou seja, indica o quanto ela está propensa a pagar uma conta em dia ou não, por exemplo, se está negativada etc.

Trata-se de uma análise de risco considerando o perfil do cidadão. E essa análise é feita por meio de uma pontuação, que vai de zero a 1000, o score.

Ela é usada em mais de 100 países por diferentes empresas. No Brasil, os pontos são computados através do SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito.

A ferramenta analisa informações como os pagamentos de contas em dia. Além disso, ela faz um histórico de dívidas negativadas, a frequência de busca por crédito no mercado e os dados cadastrais atualizados.

O objetivo é dar segurança para a instituição que oferece o crédito. Redes de lojas, empresas de telefonia e de TV a cabo, comércio, bancos, financeiras e prestadores de serviços em geral também usam o serviço.

Como funciona a pontuação do Serasa Score

Para avaliar e prever o comportamento do consumidor, a ferramenta considera uma escala de 0 a 1000 pontos, onde:

  • Até 300 pontos – existe um alto risco de descumprimento de suas dívidas.
  • De 300 a 700 pontos – esse risco é médio.
  • Acima de 700 pontos – o risco é baixo.

O score é calculado com base em informações relevantes para a análise de risco de crédito. Alguns exemplos são dados cadastrais, negativações e pontos positivos disponíveis na base de dados da Serasa – empresa privada que é referência no assunto.

Para realizar o cálculo, as empresas utilizam informações públicas, como pesquisas de mercado de trabalho, índice de endividamento por região, entre outros.

+ Como receber notificações sobre variações do Score pelo app

Além disso, usam dados que você revela quando faz algum cadastro para liberação de crédito, como dados pessoais (RG, CPF, endereço e data de nascimento) e:

  • Quantas vezes buscou crédito no mercado;
  • Se houve busca de crédito em financeiras;
  • Idade desde a primeira busca de crédito;
  • Tempo desde a primeira busca de crédito paga através de cheque;
  • Número de vezes em que teve dívidas em aberto;
  • Tempo da última exclusão da dívida em aberto;
  • Valor de dívidas em aberto;
  • Lugares onde os débitos foram registrados;
  • Existência ou não de ações judiciais como busca e apreensão.
Mulher consultando sua pontuação no Serasa Score no notebook
Pontuação acima de 800 no Serasa Score pode abrir mais vantagens em negociações

Como aumentar a pontuação no Serasa Score?

A pontuação é dinâmica e calculada no momento da consulta ao score, considerando as informações disponíveis na base de dados da Serasa.

Para aumentar a pontuação e, assim, conseguir acesso a mais crédito, só há um caminho: mudança de comportamento.

Existem algumas atitudes que podem ser adotadas para aumentar a pontuação. Mas é importante salientar que não acontece de uma hora para outra.

Essas ações precisam ser contínuas e prolongadas, para que o seu score se mantenha atraente.

Uma pessoa que foi má pagadora a vida inteira, por exemplo, não vai conseguir aumentar a pontuação da noite para o dia só porque pagou uma conta em dia.

+ Ter muitos cartões de crédito diminui o score?
+ O que é Serasa Turbo?

Veja 6 ações para aumentar o Serasa Score:

1) Comece dando fim aos maus hábitos

Para que a sua pontuação no Serasa Score aumente, é preciso acabar com alguns hábitos que podem estar te prejudicando de alguma forma. Vamos a eles:

-> Tente reduzir os gastos, veja quais despesas é possível diminuir os valores e quais podem ser cortadas.

 -> Tenha uma reserva de emergência para evitar solicitar empréstimo ou usar o cheque especial.

 -> Sempre faça uma lista do seu orçamento, com as despesas, gastos, dívidas e o dinheiro que entra.

-> Pague as contas sempre em dia. Um dos objetivos da ferramenta é revelar o quão bom pagador você é. Portanto, mostre que o fornecedor do crédito pode confiar em você!

-> Controle suas finanças. Não existe outra forma de conseguir cumprir a recomendação acima, sem ter um bom planejamento financeiro. Gaste somente o que pode e seja disciplinado.

-> Tente sempre pagar a fatura do cartão de crédito em dia e o valor total dela.

-> Não fique tentando obter crédito a todo momento. Esse é mais um comportamento que pode interferir na sua pontuação. Busque crédito somente quando necessário.

2) Esteja sempre atento a pontuação no Serasa Score

Estar sempre de olho no Serasa Score é importante para evitar que você deixe alguma conta e/ou dívida passar despercebido. A consulta no site é grátis e ainda é possível negociar os valores das dívidas.

Caso você deixe de pagar alguma conta, é bem provável que depois de alguns dias ela apareça no sistema do Serasa. Por isso, esteja sempre atento.

3) Aproveite as promoções de limpa nome

Se você está com o score baixo, uma excelente dica é aproveitar os momentos de promoção em datas comemorativas. Isso mesmo, o Serasa costuma dar várias possibilidades, durante o ano, para você conseguir descontos nas suas dívidas.

E, com isso, você pode aumentar a sua pontuação e sair do negativo com algumas empresas e/ou administradoras de cartão de crédito.

Algumas das datas que o Serasa aproveita são o Carnaval, Páscoa e final de ano.

4) Nada de estourar o orçamento

Já é do ser humano gostar de gastar sem pensar no amanhã. Mas, é preciso tentar combater essa cultura para que você não tenha maiores prejuízos no futuro e, é claro, consiga economizar.

Uma boa dica nesses casos é ter um planejamento financeiro e uma planilha com todos os seus gastos fixos. Assim, você sempre saberá o quanto tem de margem para gastar, o quanto vai poder economizar e o quanto já estará comprometido.

5) Fuja das dívidas 

Você saiu do controle ou se descuidou e agora está endividado? Fique calmo, porque isso é normal e se desesperar não vai adiantar nada. O que você precisa saber é que quanto antes você solucionar tudo isso, melhor para o seu histórico e para a sua pontuação.

Isso mesmo, tente solucionar e resolver as suas dívidas o mais rápido possível. Sabe por quê? Ter uma pendência em aberto não ajuda quem quer aumentar o Serasa Score. Procure a referida empresa e negocie.

6) Atualize seus dados cadastrais

Mantenha seus dados pessoais sempre atualizados na Serasa. Quanto mais exatas forem as informações básicas sobre você, como idade, endereço e telefone, mais confiável será o seu cadastro.

Cadastro Positivo: entenda como funciona

O Cadastro Positivo foi criado, principalmente, para ajudar o trabalhador autônomo e o consumidor a obterem crédito com maior facilidade. Ele pode ser um ótimo aliado na avaliação do banco, mostrando que você é um bom pagador.

Ao se cadastrar, a pessoa permite que a entidade passe a registrar não só seus débitos futuros. Mas também pagamentos de cartão de crédito e outras contas registradas no seu nome.

Isso porque o Serasa Score considera os dados positivos daquele consumidor que possui o Cadastro Positivo aberto na Serasa. Pois ele reúne todo o seu histórico de crédito.

A ferramenta permite ainda que as empresas que concedem crédito façam uma avaliação individual e mais precisa do seu histórico de crédito.

Para abrir o Cadastro você vai precisar preencher dados como nome completo e endereço. Também é necessário tirar cópia do CPF e de um documento com foto e depois disso é só confirmar sua adesão.

Cada empresa tem a sua própria política, informações e critérios para aprovar ou não um crédito. Uma boa pontuação poderá trazer melhores chances de aprovação, mas não garante nada.

Assim, é possível que uma empresa conceda crédito para uma pessoa com um score baixo, mas outra empresa não conceda para um indivíduo com o score alto, por exemplo.

Tudo dependerá da política de cada empresa e das demais informações que ela utiliza na sua análise. Por isso, evite ao máximo procurar crédito. Deixe a vida financeira organizada com um orçamento doméstico.

Defina sempre quais são as reais necessidades e planeje os gastos considerando a renda disponível. Em suma, gaste apenas o que seu salário possibilita pagar.

+ SPC e Serasa: veja como funciona e qual a diferença

Vantagens em ter um score alto

Quanto maior sua pontuação, que pode alcançar o máximo de 1000 pontos, melhores serão suas condições ao pedir empréstimo pessoal ou outro tipo, como financiamentos.

Por exemplo, um CPF com score acima de 800 tem mais chances de conseguir créditos de valores mais altos.

Além disso, tem maior poder de barganha na hora de negociar taxas de juros do crédito pessoal, algo que uma pessoa de score menor talvez não possa fazer.

Melhores prazos para pagamento também são uma possibilidade para quem mantém uma pontuação alta.

Ou seja, não existem desvantagens em ser um bom pagador e, quanto melhor seu score, melhores são as condições de negociar crédito e prazos de pagamento

Resumindo: ter um score baixo pode até te dar acesso a algumas operações, mas as condições estarão longe de serem as ideais.

Afinal de contas, poucos pontos significam, para as instituições, que é arriscado emprestar dinheiro para você.

Por outro lado, um score alto oferece um sossego maior para o credor, já que a pontuação indica que costuma pagar seus débitos no prazo.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Redação
Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasFinanças PessoaisSerasa Score: saiba o que é e como aumentar sua pontuação

Serasa Score: saiba o que é e como aumentar sua pontuação

5
(4)

Se você já tem renda própria e, principalmente, se já precisou acessar alguma linha de crédito, provavelmente ouviu falar no termo “Serasa Score“. A pontuação nesse índice pode ter um grande impacto nos serviços financeiros que uma pessoa busca.

Mas, afinal, o que é esse score? Como funciona? E por quê a pontuação nele é tão importante?

O Score é uma ferramenta que pontua o perfil financeiro de uma pessoa. Ou seja, indica o quanto ela está propensa a pagar uma conta em dia ou não, por exemplo, se está negativada etc.

Trata-se de uma análise de risco considerando o perfil do cidadão. E essa análise é feita por meio de uma pontuação, que vai de zero a 1000, o score.

Ela é usada em mais de 100 países por diferentes empresas. No Brasil, os pontos são computados através do SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito.

A ferramenta analisa informações como os pagamentos de contas em dia. Além disso, ela faz um histórico de dívidas negativadas, a frequência de busca por crédito no mercado e os dados cadastrais atualizados.

O objetivo é dar segurança para a instituição que oferece o crédito. Redes de lojas, empresas de telefonia e de TV a cabo, comércio, bancos, financeiras e prestadores de serviços em geral também usam o serviço.

Como funciona a pontuação do Serasa Score

Para avaliar e prever o comportamento do consumidor, a ferramenta considera uma escala de 0 a 1000 pontos, onde:

  • Até 300 pontos – existe um alto risco de descumprimento de suas dívidas.
  • De 300 a 700 pontos – esse risco é médio.
  • Acima de 700 pontos – o risco é baixo.

O score é calculado com base em informações relevantes para a análise de risco de crédito. Alguns exemplos são dados cadastrais, negativações e pontos positivos disponíveis na base de dados da Serasa – empresa privada que é referência no assunto.

Para realizar o cálculo, as empresas utilizam informações públicas, como pesquisas de mercado de trabalho, índice de endividamento por região, entre outros.

+ Como receber notificações sobre variações do Score pelo app

Além disso, usam dados que você revela quando faz algum cadastro para liberação de crédito, como dados pessoais (RG, CPF, endereço e data de nascimento) e:

  • Quantas vezes buscou crédito no mercado;
  • Se houve busca de crédito em financeiras;
  • Idade desde a primeira busca de crédito;
  • Tempo desde a primeira busca de crédito paga através de cheque;
  • Número de vezes em que teve dívidas em aberto;
  • Tempo da última exclusão da dívida em aberto;
  • Valor de dívidas em aberto;
  • Lugares onde os débitos foram registrados;
  • Existência ou não de ações judiciais como busca e apreensão.
Mulher consultando sua pontuação no Serasa Score no notebook
Pontuação acima de 800 no Serasa Score pode abrir mais vantagens em negociações

Como aumentar a pontuação no Serasa Score?

A pontuação é dinâmica e calculada no momento da consulta ao score, considerando as informações disponíveis na base de dados da Serasa.

Para aumentar a pontuação e, assim, conseguir acesso a mais crédito, só há um caminho: mudança de comportamento.

Existem algumas atitudes que podem ser adotadas para aumentar a pontuação. Mas é importante salientar que não acontece de uma hora para outra.

Essas ações precisam ser contínuas e prolongadas, para que o seu score se mantenha atraente.

Uma pessoa que foi má pagadora a vida inteira, por exemplo, não vai conseguir aumentar a pontuação da noite para o dia só porque pagou uma conta em dia.

+ Ter muitos cartões de crédito diminui o score?
+ O que é Serasa Turbo?

Veja 6 ações para aumentar o Serasa Score:

1) Comece dando fim aos maus hábitos

Para que a sua pontuação no Serasa Score aumente, é preciso acabar com alguns hábitos que podem estar te prejudicando de alguma forma. Vamos a eles:

-> Tente reduzir os gastos, veja quais despesas é possível diminuir os valores e quais podem ser cortadas.

 -> Tenha uma reserva de emergência para evitar solicitar empréstimo ou usar o cheque especial.

 -> Sempre faça uma lista do seu orçamento, com as despesas, gastos, dívidas e o dinheiro que entra.

-> Pague as contas sempre em dia. Um dos objetivos da ferramenta é revelar o quão bom pagador você é. Portanto, mostre que o fornecedor do crédito pode confiar em você!

-> Controle suas finanças. Não existe outra forma de conseguir cumprir a recomendação acima, sem ter um bom planejamento financeiro. Gaste somente o que pode e seja disciplinado.

-> Tente sempre pagar a fatura do cartão de crédito em dia e o valor total dela.

-> Não fique tentando obter crédito a todo momento. Esse é mais um comportamento que pode interferir na sua pontuação. Busque crédito somente quando necessário.

2) Esteja sempre atento a pontuação no Serasa Score

Estar sempre de olho no Serasa Score é importante para evitar que você deixe alguma conta e/ou dívida passar despercebido. A consulta no site é grátis e ainda é possível negociar os valores das dívidas.

Caso você deixe de pagar alguma conta, é bem provável que depois de alguns dias ela apareça no sistema do Serasa. Por isso, esteja sempre atento.

3) Aproveite as promoções de limpa nome

Se você está com o score baixo, uma excelente dica é aproveitar os momentos de promoção em datas comemorativas. Isso mesmo, o Serasa costuma dar várias possibilidades, durante o ano, para você conseguir descontos nas suas dívidas.

E, com isso, você pode aumentar a sua pontuação e sair do negativo com algumas empresas e/ou administradoras de cartão de crédito.

Algumas das datas que o Serasa aproveita são o Carnaval, Páscoa e final de ano.

4) Nada de estourar o orçamento

Já é do ser humano gostar de gastar sem pensar no amanhã. Mas, é preciso tentar combater essa cultura para que você não tenha maiores prejuízos no futuro e, é claro, consiga economizar.

Uma boa dica nesses casos é ter um planejamento financeiro e uma planilha com todos os seus gastos fixos. Assim, você sempre saberá o quanto tem de margem para gastar, o quanto vai poder economizar e o quanto já estará comprometido.

5) Fuja das dívidas 

Você saiu do controle ou se descuidou e agora está endividado? Fique calmo, porque isso é normal e se desesperar não vai adiantar nada. O que você precisa saber é que quanto antes você solucionar tudo isso, melhor para o seu histórico e para a sua pontuação.

Isso mesmo, tente solucionar e resolver as suas dívidas o mais rápido possível. Sabe por quê? Ter uma pendência em aberto não ajuda quem quer aumentar o Serasa Score. Procure a referida empresa e negocie.

6) Atualize seus dados cadastrais

Mantenha seus dados pessoais sempre atualizados na Serasa. Quanto mais exatas forem as informações básicas sobre você, como idade, endereço e telefone, mais confiável será o seu cadastro.

Cadastro Positivo: entenda como funciona

O Cadastro Positivo foi criado, principalmente, para ajudar o trabalhador autônomo e o consumidor a obterem crédito com maior facilidade. Ele pode ser um ótimo aliado na avaliação do banco, mostrando que você é um bom pagador.

Ao se cadastrar, a pessoa permite que a entidade passe a registrar não só seus débitos futuros. Mas também pagamentos de cartão de crédito e outras contas registradas no seu nome.

Isso porque o Serasa Score considera os dados positivos daquele consumidor que possui o Cadastro Positivo aberto na Serasa. Pois ele reúne todo o seu histórico de crédito.

A ferramenta permite ainda que as empresas que concedem crédito façam uma avaliação individual e mais precisa do seu histórico de crédito.

Para abrir o Cadastro você vai precisar preencher dados como nome completo e endereço. Também é necessário tirar cópia do CPF e de um documento com foto e depois disso é só confirmar sua adesão.

Cada empresa tem a sua própria política, informações e critérios para aprovar ou não um crédito. Uma boa pontuação poderá trazer melhores chances de aprovação, mas não garante nada.

Assim, é possível que uma empresa conceda crédito para uma pessoa com um score baixo, mas outra empresa não conceda para um indivíduo com o score alto, por exemplo.

Tudo dependerá da política de cada empresa e das demais informações que ela utiliza na sua análise. Por isso, evite ao máximo procurar crédito. Deixe a vida financeira organizada com um orçamento doméstico.

Defina sempre quais são as reais necessidades e planeje os gastos considerando a renda disponível. Em suma, gaste apenas o que seu salário possibilita pagar.

+ SPC e Serasa: veja como funciona e qual a diferença

Vantagens em ter um score alto

Quanto maior sua pontuação, que pode alcançar o máximo de 1000 pontos, melhores serão suas condições ao pedir empréstimo pessoal ou outro tipo, como financiamentos.

Por exemplo, um CPF com score acima de 800 tem mais chances de conseguir créditos de valores mais altos.

Além disso, tem maior poder de barganha na hora de negociar taxas de juros do crédito pessoal, algo que uma pessoa de score menor talvez não possa fazer.

Melhores prazos para pagamento também são uma possibilidade para quem mantém uma pontuação alta.

Ou seja, não existem desvantagens em ser um bom pagador e, quanto melhor seu score, melhores são as condições de negociar crédito e prazos de pagamento

Resumindo: ter um score baixo pode até te dar acesso a algumas operações, mas as condições estarão longe de serem as ideais.

Afinal de contas, poucos pontos significam, para as instituições, que é arriscado emprestar dinheiro para você.

Por outro lado, um score alto oferece um sossego maior para o credor, já que a pontuação indica que costuma pagar seus débitos no prazo.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?