Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Entenda o caso Bettina e o que a CVM diz sobre ele

Escrito por: Rafael Massadar em 4 de abril de 2019

“Oi. Meu nome é Bettina, eu tenho 22 anos e 1 milhão e 42 mil reais de patrimônio acumulado.” Você já deve ter visto o vídeo promocional da Empiricus com a jovem Bettina Rudolphda nas redes.

Nele, ela diz que em três anos conseguiu transformar pouco mais de R$ 1.000 em um patrimônio de R$ 1 milhão.

No entanto, o enriquecimento rápido chamou a atenção dos internautas. Consequentemente, vários “memes” foram postados nas redes sociais ironizando a sua multiplicação financeira.

Após a repercussão do primeiro vídeo, a própria Empiricus publicou uma nova produção. Um segundo vídeo responde aos comentários dos que desacreditaram, duvidaram e até ofenderam a primeira publicação.

A personagem repete a frase dita anteriormente e garante que o resultado milionário foi obtido graças aos seus próprios esforços.

No entanto, o tipo de marketing adotado pela empresa já rendeu e pode voltar a render punições dos órgãos reguladores.

Bettina
Bettina no vídeo da Empiricus (Foto: Reprodução da Internet)

Conar abre representação contra Empiricus por vídeos de Bettina

O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) e o Procon-SP cobraram esclarecimentos da Empiricus a respeito dos ganhos de Bettina.

Os dois órgãos querem provas sobre as informações passadas na propaganda.

Em nota, a Empiricus lamentou “que seu trabalho de educação financeira, que possibilita que os brasileiros aprendam e usufruam de uma ampla diversidade de aplicações que podem aumentar os seus rendimentos, seja alvo de uma representação” do Conar.

O Conselho vai analisar e julgar as queixas levando em conta o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, e oferecerá o direito de defesa ao acusado.

Se a denúncia for vista como válida, o Conar pode recomendar alterações ou mesmo a retirada da peça publicitária.

CVM reforça alerta sobre a Empiricus

Após a polêmica causada pelo vídeo da Bettina, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), órgão regulador do mercado financeiro no Brasil, publicou um comunicado.

Nele, o órgão reforça que a Empiricus, empresa responsável pela campanha, não tem autorização para fazer análise de investimentos.

A CVM informa que apenas empresas credenciadas podem publicar relatórios de análise de investimentos, o que deve ser feito obrigatoriamente por um analista também credenciado.

O órgão também lembrou que a Empiricus é alvo de processos administrativos que investigam as atividades da empresa.

No comunicado, a CVM recomenda que o investidor evite tomar decisões sobre investimentos baseando-se apenas em opiniões manifestadas na internet. O mesmo vale para redes sociais, blogs, chats ou propagandas.

Além disso, o órgão afirma que o investidor deve desconfiar de ofertas de investimentos que prometam ganho rápido ou sem risco.

Empresa diz que exerce atividade jornalística

Empiricus e CVM travam uma queda de braço há algum tempo. Em novembro do ano passado, a Empiricus conseguiu na Justiça uma decisão liminar que suspende a aplicação de multas e a exigência de credenciamento da empresa na CVM para atuação como analista de valores mobiliários.

Portanto, a Empiricus afirma que exerce atividade jornalística com finalidade exclusivamente editorial, e não de análises de investimentos. A empresa diz ainda que apresentou recurso contra a decisão da desembargadora do TRF-3 e que espera julgamento.

“A Empiricus segue realizando pesquisa independente, empenhada em fomentar a educação financeira no Brasil em escala”, informou a empresa.

Caso Bettina pode criar uma falsa esperança, diz especialista

O caso Bettina, da Empiricus, é considerado um ponto fora da curva. Essa é a opinião do professor de finanças da FGV Cesar Caselani.

De acordo com ele, o exemplo é possível, mas improvável e com probabilidade muito baixa.

O docente acredita que esse tipo de propaganda pode criar uma falsa esperança a quem pretende se tornar um investidor.

Já o economista e professor da FGV Samy Dana não comprou de jeito nenhum a ideia de Bettina e foi além. Ele resolveu desacreditar a Empiricus em seu Twitter.

Samy fez cálculos e disse que se os números são reais, daqui a 15 anos ela terá uma patrimônio de 157 quintilhões de reais. Ou seja, será a mais rica da Terra.

De acordo com ele, somente como comparação, a fortuna dela seria 316 milhões de vezes a fortuna de Jeff Bezzos, o homem mais rico do mundo segundo a Forbes.

A importância da educação financeira

Pesquisa encomendada pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) mostra que há um abismo entre o conhecimento de finanças do brasileiro.

Mais da metade da população (57%) das classes A, B e C não investe em nenhum tipo de aplicação nem na poupança.

A realidade piora com uma pesquisa produzida pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC. O levantamento mostra que seis em cada dez brasileiros não se preparam para a aposentadoria.

Os dados expõem a deficiência de se planejar a longo prazo. Além de mostrarem a falta de preparo e de um bom planejamento financeiro logo nos primeiros anos de vida.

Para Cesar Caselani, da FGV, o Brasil só começará a criar bons investidores a partir do momento em que as finanças pessoais passarem a ser alvo dos investimentos em educação dos mais jovens.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

mudanças no Código de Trânsito Brasileiro
moeda comum entre Brasil e Argentina
Inadimplência
Risco Brasil
Economia colaborativa: o que é e como se beneficiar dela