Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisFeirão do Serasa oferece descontos de 98% até 31 de março

    Feirão do Serasa oferece descontos de 98% até 31 de março

    0
    (0)

    O Feirão Limpa Nome do Serasa oferece descontos de 98% até 31 de março para quem deseja renegociar suas dívidas. Participam da iniciativa mais de 30 empresas, entre companhias telefônicas, bancos e lojas.

    Publicidade

    As condições especiais estão disponíveis no site do Feirão. Para acessar, basta inserir o CPF e fazer um rápido cadastro para consultar os seus débitos.

    Feirão do Serasa
    Quem fechar um acordo de pagamento à vista concorrerá um jantar com a cantora Daniela Mercury

    Na plataforma, você poderá visualizar a proposta da empresa que participa da iniciativa para quitar a dívida. Assim que as duas partes chegarem a um acordo, o site gera um boleto para o pagamento do débito.

    Este ano, o Serasa também fará uma promoção para quem pagar os acordos à vista. Todos concorrerão a um jantar com a cantora Daniela Mercury, em Salvador, com tudo pago pela empresa e com direito a um acompanhante.

    As 30 empresas que participam do Feirão do Serasa

    As empresas participantes do Feirão do Serasa são:

    • Itaú;
    • Banco do Brasil;
    • Santander;
    • Recovery;
    • Claro;
    • Net;
    • Embratel;
    • Avon;
    • Ativos;
    • Anhanguera;
    • CredSystem;
    • Sky;
    • Oi;
    • Di Santinni;
    • Ipanema;
    • Nextel;
    • Unopar;
    • Hoepers;
    • BMG;
    • Digio;
    • Porto Seguro;
    • Tricard;
    • Crefisa;
    • Cartão confiança (D’avó);
    • Unic;
    • Fama;
    • Pitágoras;
    • SoroCred;
    • Uniderp;
    • Unime;
    • Itau Card;
    • Hipercard;
    • ConectCer;
    • Elmo;
    • Tenda;
    • Energisa;
    • Banco Original;
    • Banrisul;
    • ED.

    Inadimplência ainda é grande no Brasil

    Um estudo do Sersa Experiean aponta que o número de endividados gira em torno de 63 milhões de brasileiros. O que representa 1,5% a mais do que o mesmo mês em 2018, eram 62,4 milhões.

    Publicidade

    O montante alcançado pelas dívidas até dezembro de 2019 foi de R$ 256 bilhões, com o valor médio de R$ 4.043. Deste total:

    • 37% – entre 26 e 40 anos;
    • 34,2% – entre 41 e 60 anos.

    Quanto ao gênero, a inadimplência está dividida praticamente por igual:

    • 48,3% são homens;
    • 46,6% são mulheres.

    A maioria das dívidas foi contraída junto aos setores bancários e de cartão de crédito, totalizando 27,8% do total. O setor de contas básicas, como energia elétrica, água e gás respondeu por 20,4% do total de débitos em atraso.

    Já o setor de varejo alcançou 12,3% do montante. A telefonia respondeu por 11% da inadimplência.

    O estudo também mostra que, em dezembro de 2019, a região com maior percentual de inadimplentes do país era a Sudeste. Ela correspondia a 45,5% do total.

    Publicidade

    Em seguida, ficou a região Nordeste, com 24,4%. O Sul ficou em terceiro, com 12,8% dos negativados. A região Norte registrou 9,3%, seguido da região Centro-Oeste, com 8,2%.

    O que fazer para evitar a inadimplência?

    Para garantir que não tenha mais dívidas negativadas em seu nome, aposte no planejamento financeiro. Portanto, equilibre seus ganhos e gastos mensais.

    Faça uma planilha com as receitas e despesas e envolva toda a família nesse controle e no esforço para economizar.

    Ou seja, pense duas vezes antes de assumir novas dívidas. Avalie se precisa mesmo comprar e se for realmente uma necessidade, lembre-se da experiência e aprenda com ela.

    Procure fazer diferente dali em diante, poupando para comprar à vista ou de forma planejada, para não se enrolar novamente.

    Publicidade

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisFeirão do Serasa oferece descontos de 98% até 31 de março

    Feirão do Serasa oferece descontos de 98% até 31 de março

    0
    (0)

    O Feirão Limpa Nome do Serasa oferece descontos de 98% até 31 de março para quem deseja renegociar suas dívidas. Participam da iniciativa mais de 30 empresas, entre companhias telefônicas, bancos e lojas.

    Publicidade

    As condições especiais estão disponíveis no site do Feirão. Para acessar, basta inserir o CPF e fazer um rápido cadastro para consultar os seus débitos.

    Feirão do Serasa
    Quem fechar um acordo de pagamento à vista concorrerá um jantar com a cantora Daniela Mercury

    Na plataforma, você poderá visualizar a proposta da empresa que participa da iniciativa para quitar a dívida. Assim que as duas partes chegarem a um acordo, o site gera um boleto para o pagamento do débito.

    Este ano, o Serasa também fará uma promoção para quem pagar os acordos à vista. Todos concorrerão a um jantar com a cantora Daniela Mercury, em Salvador, com tudo pago pela empresa e com direito a um acompanhante.

    As 30 empresas que participam do Feirão do Serasa

    As empresas participantes do Feirão do Serasa são:

    • Itaú;
    • Banco do Brasil;
    • Santander;
    • Recovery;
    • Claro;
    • Net;
    • Embratel;
    • Avon;
    • Ativos;
    • Anhanguera;
    • CredSystem;
    • Sky;
    • Oi;
    • Di Santinni;
    • Ipanema;
    • Nextel;
    • Unopar;
    • Hoepers;
    • BMG;
    • Digio;
    • Porto Seguro;
    • Tricard;
    • Crefisa;
    • Cartão confiança (D’avó);
    • Unic;
    • Fama;
    • Pitágoras;
    • SoroCred;
    • Uniderp;
    • Unime;
    • Itau Card;
    • Hipercard;
    • ConectCer;
    • Elmo;
    • Tenda;
    • Energisa;
    • Banco Original;
    • Banrisul;
    • ED.

    Inadimplência ainda é grande no Brasil

    Um estudo do Sersa Experiean aponta que o número de endividados gira em torno de 63 milhões de brasileiros. O que representa 1,5% a mais do que o mesmo mês em 2018, eram 62,4 milhões.

    Publicidade

    O montante alcançado pelas dívidas até dezembro de 2019 foi de R$ 256 bilhões, com o valor médio de R$ 4.043. Deste total:

    • 37% – entre 26 e 40 anos;
    • 34,2% – entre 41 e 60 anos.

    Quanto ao gênero, a inadimplência está dividida praticamente por igual:

    • 48,3% são homens;
    • 46,6% são mulheres.

    A maioria das dívidas foi contraída junto aos setores bancários e de cartão de crédito, totalizando 27,8% do total. O setor de contas básicas, como energia elétrica, água e gás respondeu por 20,4% do total de débitos em atraso.

    Já o setor de varejo alcançou 12,3% do montante. A telefonia respondeu por 11% da inadimplência.

    O estudo também mostra que, em dezembro de 2019, a região com maior percentual de inadimplentes do país era a Sudeste. Ela correspondia a 45,5% do total.

    Publicidade

    Em seguida, ficou a região Nordeste, com 24,4%. O Sul ficou em terceiro, com 12,8% dos negativados. A região Norte registrou 9,3%, seguido da região Centro-Oeste, com 8,2%.

    O que fazer para evitar a inadimplência?

    Para garantir que não tenha mais dívidas negativadas em seu nome, aposte no planejamento financeiro. Portanto, equilibre seus ganhos e gastos mensais.

    Faça uma planilha com as receitas e despesas e envolva toda a família nesse controle e no esforço para economizar.

    Ou seja, pense duas vezes antes de assumir novas dívidas. Avalie se precisa mesmo comprar e se for realmente uma necessidade, lembre-se da experiência e aprenda com ela.

    Procure fazer diferente dali em diante, poupando para comprar à vista ou de forma planejada, para não se enrolar novamente.

    Publicidade

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?