Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Redução nas previsão do PIB e inflação do Brasil: veja os números

Escrito por: Rafael Massadar em 12 de abril de 2019

A projeção do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro foi alterada por diversos órgãos e instituições. O Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) foi um deles.

O FGV IBRE, que tem um histórico de acertos, rebaixou a estimativa de crescimento do PIB de 2019 em relação a 2018, de 2,4% para 2,1%.

No entanto, a coordenadora do Boletim Macro da FGV, Silvia Matos, diz que “essa projeção de 2,1% é relativamente otimista”.

A economista alerta ainda para o “risco de frustração” com a aprovação da Reforma da Previdência.

O cenário de crescimento econômico de 2,1%, segundo ela, considera a aprovação da reforma pelo Congresso Nacional no terceiro trimestre deste ano.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) também chegou ao mesmo número do FGV IBRE. O órgão aponta que, particularmente no país, desequilíbrios fiscais pesaram na projeção.

O relatório do FMI também menciona o aumento nos preços dos metais.  O documento cita o desastre com a barragem de Brumadinho entre as principais causas.

Já o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mudou de 2,7% para 2% a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto em 2019.

pib

Projeções da inflação também foram reduzidas

Não foi só o PIB que teve sua estimativa alterada. O Ipea reduziu de 4,10% para 3,85% a inflação para este ano.

O mesmo aconteceu com os cálculos do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Ele foi ajustado de 3,89% para 3,90% este ano.

Já para 2020, a previsão para o IPCA segue em 4%. Para 2021 e 2022, também não houve alteração: 3,75%.

A meta de inflação deste ano, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

A estimativa para 2020 está no centro da meta: 4%. Essa meta tem intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2021, o centro da meta é 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual. O CMN ainda não definiu a meta de inflação para 2022.

Brasil apresenta números piores que países emergentes

A expansão projetada para o Brasil em 2019 é menos da metade da esperada para os países emergentes, de 4,4%.

Essa expansão deve ser puxada pela China e pela Índia, que devem crescer 6,3% e 7,3%, respectivamente, diz o FMI.

Enquanto China e Índia puxam para cima o crescimento dos emergentes, a Venezuela tem forte peso negativo no crescimento da América Latina.

O FMI projeta expansão de 1,4% para a região, fortemente influenciada, negativamente, pela contração esperada de 25% na economia do país em crise.

Em 2018, o PIB venezuelano caiu 18%, e para 2020, a expectativa é de contração de outros 10%.

Argentina também deve ter recessão este ano, com uma queda esperada de 1,2% no PIB. No entanto, o órgão também reduziu sua previsão de crescimento para a economia mundial.

O Fundo atribui a fraqueza a uma recuperação precária nos mercados emergentes e nas economias em desenvolvimento, impulsionada em grande parte por economias com graves problemas macroeconômicos, e fatores complexos que moldam as perspectivas de crescimento nestes grupos.

Já para 2020, o Fundo manteve a estimativa de expansão maior para a economia mundial, de 3,6%.

Outras estimativas

A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2019 permaneceu estável em R$ 3,70 por dólar.

Para o fechamento de 2020, ficou inalterada em R$ 3,75 por dólar.

Em relação à balança comercial, resultado do total de exportações menos as importações, a projeção em 2019 continuou de US$ 51 bilhões de resultado positivo.

Para o ano que vem, a estimativa dos especialistas do mercado para o superávit subiu de US$ 46,75 bilhões para US$ 48 bilhões.

Por fim, a previsão de investimento estrangeiro no Brasil, em 2019, subiu de US$ 79,5 bilhões para US$ 80 bilhões.

Para 2020, a estimativa dos analistas avançou de US$ 80 bilhões para US$ 82,44 bilhões.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

vazamento-do-Facebook
Bettina
Preço dos remédios
carnaval
economia da china