Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

5 opções para complementar a aposentadoria

Escrito por: Mateus Carvalho em 13 de março de 2019

Conseguir se aposentar para ter um futuro mais tranquilo e de descanso é o sonho de muita gente. No entanto, o custo de vida tem se tornado algo cada vez mais caro e é preciso pensar em estratégias para complementar a aposentadoria.

Viver apenas com o valor da aposentadoria pode não ser o suficiente, principalmente para uma pessoa que vive sozinha e precisa manter os gastos de uma casa, como água, luz e telefone, além de despesas pessoais.

Para quem não mora só, a situação é melhor, porém ainda assim é necessária a complementação.

complementar-a-aposentadoria
Aprenda como complementar a aposentadoria

Há quem consiga, todavia, se manter apenas com esse valor e não ver necessidade de complementar a aposentadoria, uma vez que o único desejo é mesmo descansar. Mas essa questão é bem variável.

O bom é que quem deseja agregar ainda mais tem como complementar sem se desgastar muito.

Reforma da Previdência aumenta necessidade de complementar a aposentadoria

Se a Reforma da Previdência era um assunto discutido por apenas alguma parte dos trabalhadores, agora passa a ser um ponto em comum.

Isso porque o governo do presidente Jair Bolsonaro reduzirá o valor dos benefícios de todos os trabalhadores que recebem mais de um salário mínimo.

Essa situação vai exigir ainda mais planejamento e visão de empreendimento, ou negócios, por parte dos trabalhadores e futuros aposentados.

Complementar a aposentadoria será algo ainda mais necessário, e que precisa ser pensado e estudado.

Outra condição que o texto da nova Reforma traz é que o trabalhador terá que comprovar 40 anos de contribuição ao INSS, além de atingir a idade mínima necessária, se quiser receber o valor integral do benefício.

Opções para complementar a aposentadoria

Todas essas exigências se tornaram ainda mais um incentivo para você que já pensava em complementar a aposentadoria.

Para isso, confira abaixo 5 opções de como isso pode ser possível e como pode ajudar no planejamento da sua vida financeira.

#1 Plano de previdência privada

O plano de previdência privada é um dos meios mais buscados pelos brasileiros que desejam complementar a aposentadoria.

Nele, o cliente consegue fazer uma projeção de ganhos mensais, além de resgate total. Desse modo, sendo possível estabelecer uma meta de investimento em períodos mensais.

Esse investimento, em longo prazo, permite que haja um bom retorno financeiro, mas que varia de acordo com a aplicação.

No entanto, ao entrar no plano de previdência privada é preciso estar atento às taxas que serão cobradas.

Elas poderão ter um impacto significativo ao final do plano se não forem analisadas antes ou no decorrer do progresso.

É importante, também, estar atento ao processo de rentabilidade. Existem os planos individuais VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) e PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre).

#2 Tesouro Direto

O Tesouro Direto também é uma opção para quem deseja complementar a aposentadoria. Quem quer começar o quanto antes nessa alternativa já precisa trabalhar com prazos.

Esse prazo é para definir o investimento e permite escolher o título que mais tem a ver com o seu perfil de investidor. São várias as opções de títulos.

O Tesouro Direto é uma boa indicação, uma vez que é possível investir com apenas R$30. Além disso, o valor da alíquota vai variar de acordo com o tempo no qual os recursos serão aplicados.

#3 Imóveis

Investir no aluguel de imóveis também é uma ótima opção para complementar a aposentadoria. Nesses casos, no entanto, a rentabilidade é menor e o retorno é fixo, não variável.

O valor vai variar de acordo com o imóvel que você pretende investir para alugar, além das vantagens que ele permitirá ao comprador.

A dica é investir na qualidade e manter o imóvel preservado para manter esse rendimento por um bom tempo.

#4 Bolsa de Valores

Mais uma opção para os interessados em complementar a aposentadoria. No entanto, essa requer ainda mais cuidado, pois investir em ações é uma situação que exige um bom conhecimento de mercado financeiro.

É recomendável, inclusive, que não comece a investir na Bolsa de Valores sem consultar um investidor experiente ou pessoa de confiança. É recomendável ainda ter outras opções, e não se concentrar apenas nessa.

Os riscos a serem corridos são tidos como necessários e poderão render um bom retorno no futuro. Para começar, é preciso apenas abrir uma conta em uma corretora ou banco.

Há pessoas que, dependendo do caso, optam por viver apenas desse tipo de investimento.

#5 Carteira de investimentos

Essa é uma opção para quem tem em mente a ideia de formar patrimônio com uma mistura de vários investimentos. Como assim? A carteira engloba renda fixa, renda variável e imóveis.

De acordo com o tipo do investimento, a taxa de administração será variável, além de dispensar complementações.

Uma parte dos recursos financeiros a serem administrados por esses investimentos poderão ser com destino a um fundo imobiliário.

Essa opção permite um retorno sem oscilação no mercado, e que em longo prazo poderá trazer resultados com bons rendimentos.

Há também outros tipos de investimentos e opções para complementar a aposentadoria, que apresentam as suas particularidades e variam na rentabilidade e retorno de acordo com a aplicação.

São eles:

– Tesouro Nacional;

Renda variável;

Consórcios;

– Multimercados;

– Entre outros.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

dívidas
Jovens com nome sujo
Plano de saúde com coparticipação
nome sujo
Estourar o limite do cartão de crédito