Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Problemas com seguro de vida? Saiba o que fazer

Escrito por: Mateus Carvalho em 1 de agosto de 2018

Ter um seguro costuma ser sinônimo de prevenção, seja qual for o tipo ou objetivo. As opções são diversas, sendo uns de caráter obrigatório e outros bem mais facultativos. Se tem um que deveria ser bem mais explorado, mas que as pessoas seguem com dúvidas e sem saber como funciona é o seguro de vida.

O seguro de vida nada mais é do que um contrato com alguma seguradora, com o intuito de garantir uma proteção financeira aos seus familiares. Também podem ser incluídas pessoas que dependem de você. Além disso, o seguro de vida pode, também, ser usado como benefício próprio e direto. Como? Em caso de invalidez permanente ou de uma doença grave.

seguro de vida
O seguro de vida é uma forma de se precaver caso aconteça algum imprevisto

Você já teve problema com o seu seguro de vida? Ou ainda não contratou o seu, pois tem receio ou não entende sobre? Então confira algumas informações abaixo para solucionar esse impasse.

Como escolher um seguro de vida?

Contratar um seguro de vida, geralmente, não faz parte dos principais objetivos e metas de um brasileiro. Por isso, muita gente não sabe como funcionam as regras e, tampouco, o que levar em consideração na hora de escolher o melhor.

O seguro de vida é algo bem versátil. Engana-se quem pensa, por exemplo, que o seguro de vida pode ser utilizado apenas em caso de morte. Ele serve de proteção, também, em caso de acidentes pessoais e doenças graves.

A escolha do seguro de vida varia de acordo com a intenção da pessoa, que possibilita prazos de pagamentos e orçamentos distintos, de acordo com o perfil desejado.

Há quem opte, por exemplo, pelo seguro de vida para gastos temporários. Nesse caso, o seguro não necessariamente precisa ser para a vida toda, como educação de filhos e financiamento imobiliário. Este serviço costuma ser mais em conta e o valor pode ser fixo ou decrescente.

O seu seguro de vida também pode ser com o objetivo de dar tranquilidade financeira a sua família em caso de falecimento. Este costuma ser o motivo mais comum para essa modalidade de seguro. Ele permite que os dependentes tenham maior tranquilidade, uma vez que com a ausência haverá uma queda radical na renda da família.

Quem pretende contratar pode escolher ainda um seguro com o intuito de se proteger contra invalidez e doenças graves, ou então para criar um planejamento de sucessão familiar. Isso significa que, primeiramente, antes de contratar é importante definir qual o modelo mais se encaixa no seu perfil. Avalie o momento da sua vida e qual benefício será mais proveitoso.

O que saber antes de contratar um seguro de vida?

Contratar um seguro de vida não é uma tarefa comum, por isso necessita de planejamento e pesquisa. Nesse trabalho de curadoria, é importante conhecer a fundo todas as principais informações necessárias acerca desse modelo de seguro para não ser pego de surpresa.

Primeiramente, avalie quais são as reais necessidades de contratar o seguro de vida e calcule todo o valor a ser investido, comparando com o que você recebe.

Faça uma auto análise e responde perguntas tipo: Quanto por mês será o necessário para pagar as contas? Por quanto tempo eles precisarão do auxílio financeiro?

Procure uma seguradora confiável, não feche contrato com base somente em valores atrativos e baratos. Pesquise sobre a empresa, o seu histórico e confiabilidade. E, principalmente, ache um corretor habilitado na Superintendência de Seguros Privados (Susep). Conheça a história do seguro e saiba como ele surgiu no Brasil.

Colete orçamentos variados, compare e tente chegar naquele que mais se enquadre no seu perfil, de acordo com as suas necessidades. O valor está dentro do seu orçamento? Essa é uma pergunta muito importante e precisa ser levada em consideração, pois você precisará arcar com este compromisso fixamente.

Outro ponto importante é a leitura do contrato. Essa é uma dica que parece óbvia, mas não é. Leia atentamente cada cláusula e questione o corretor se necessário. É importante, também, não omitir nenhuma informação quando for orientado a responder o questionário da seguradora.

Evitando problemas com o contrato

Um dos principais motivos de problemas com o seguro de vida é o contrato. Mesmo já sendo uma orientação antiga, muita gente ainda negligencia e não lê com calma cada cláusula.

Para evitar muitos problemas, é importante compreender os principais itens presentes no termo de contratação do seguro. São eles: o valor da apólice, o valor do prêmio, o perfil do titular, coberturas, beneficiários e os termos de cancelamento. Assine tendo certas de todas as exigências para evitar desgastes futuros.

Faz sentido contratar duas apólices de seguro de vida?

O impacto financeiro que um seguro de vida pode ter é muito grande. Por isso, é muito importante analisar de maneira cuidadosa os detalhes antes de contratá-lo. Em alguns casos, as pessoas optam por duas apólices de seguro de vida.

Partindo dessa premissa, muitos se questionam se seria ou não uma opção viável para qualquer situação e, primeiramente, se faz sentido contratar duas apólices. Há essa necessidade ou seria o chamado “tiro no pé”? Se você quer saber a resposta dessa pergunta, confira uma análise detalhada sobre esse tipo de escolha.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

seguro DPVAT
Vantagens do seguro para mulher
Fazer um seguro residencial
seguro desemprego
Existem direitos do paciente?