Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasInvestimentosRentabilidade no Tesouro Direto: saiba como calcular

    Rentabilidade no Tesouro Direto: saiba como calcular

    4
    (1)

    Grande parte das pessoas que desejam investir já sabem que o Tesouro Direto é tão seguro quanto a poupança. Porém, ainda existe muita desconfiança nesse tipo de aplicação e uma forma de acabar com isso é conhecendo a rentabilidade no Tesouro Direto.

    Publicidade

    Apesar de muitos brasileiros ainda preferirem a poupança para guardar o seu dinheiro, o valor atual da taxa Selic não é favorável para esse tipo de investimento. Já a rentabilidade do Tesouro Direto segue em alta. Para se ter uma ideia, os lucros do Tesouro Direto estão acima do CDI.

    Se você tem vontade de investir nesse tipo de aplicação é preciso conhecer muito bem como ela funciona. Assim como em qualquer investimento. 

    Descubra o que é o Tesouro Direto

    Apesar de ser bem conhecido, o Tesouro Direto ainda pode causar uma certa confusão. Por esse motivo, vamos a explicação do que é esse investimento. 

    Esta aplicação é um programa do Governo Federal que possibilita a emissão de títulos da dívida pública. A forma como funciona é bem parecida com a de um empréstimo.

    Você empresta o seu dinheiro e em troca recebe uma taxa de juros. Essa é a rentabilidade do Tesouro Direto. E é no vencimento que o seu dinheiro é corrigido e você poderá sacá-lo.

    Publicidade

    + Tesouro Direto com juros semestrais vale a pena? Como funciona? Entenda!

    Mas, para que o Governo Federal pega esse “empréstimo” com você? Para o financiamento e investimento de diversos setores, como saúde, educação e infraestrutura do país.

    Vale ressaltar ainda que os títulos do Tesouro Direto são oferecidos em três modalidades, sendo elas: Tesouro Selic, Tesouro Prefixado e Tesouro IPCA+.

    Além disso, a grande vantagem de investir nesse tipo de aplicação é o valor baixo, com somente R$30 você já pode começar.

    Qual é a rentabilidade do Tesouro Direto?

    Se você quer começar a investir no Tesouro Direto, saber a rentabilidade dele é fundamental, certo? A primeira coisa que você precisa saber é que os lucros vão variar de acordo com determinados fatores, como o tipo de título, data de vencimento, comportamento do indexador e expectativas do futuro.

    Publicidade

    Mas vale ressaltar que grande parte dos ativos que estão disponíveis no mercado para a negociação contam com uma rentabilidade próxima de 4,25% ao ano.

    Homem sentado usando uma calculadora
    A rentabilidade do Tesouro Direto é maior do que da poupança

    Além disso, quando existe uma expectativa de alta nos juros da economia, a rentabilidade do investimento aumenta e, consequentemente, o preço unitário diminui. E por que isso acontece? Porque a dívida pública ficou mais cara.

    Com isso, o governo precisa oferecer um retorno maior aos investidores para compensar o risco. 

    Como calcular a rentabilidade no Tesouro Direto?

    Agora que você já sabe o que é o tesouro e a sua rentabilidade, que tal entender como se calcula? Primeiramente, vai precisar saber que a rentabilidade é anual e, por isso, para estimar o seu retorno mensal, basta dividir a taxa anual por 12.

    Entretanto, mesmo assim, você precisa ficar de olho em algumas variáveis. Isso porque o resultado pode mudar, principalmente nos títulos que forem relacionados ao IPCA e prefixados.

    Publicidade

    + Tesouro Direto: qual a melhor opção para você?

    Mas, por que isso acontece? O motivo é a volatilidade do mercado desses ativos. Afinal, eles dependem do comportamento da Selic, e você sabe que ela está em constante oscilação.

    Dessa forma, sabe-se que a rentabilidade no Tesouro Direto pode ser ou positiva ou negativa, de forma mensal. Mas isso não acontece no Tesouro Selic, em virtude da sua volatilidade.

    Qual o prazo de liquidar a compra e venda do Tesouro Direto?

    A liquidação da compra do Tesouro Direto, ou seja, a etapa final da transação de compra ocorre no dia seguinte ao da compra no site do Tesouro. Mas, algumas corretoras oferecem liquidação no mesmo dia.

    Já a liquidação da venda pode ocorrer no mesmo dia do pedido do resgate. Para isso, o pedido deve ser feito até as 13h em dias úteis.

    Pedidos de resgate feitos após as 13h, em fins de semana ou feriados, são liquidados no próximo dia útil.

    Qual o valor mínimo para investir no Tesouro Direto?

    Você sabia que dá para começar a investir no Tesouro Direto com apenas R$30? Isso mesmo, é possível começar com esse valor, que é o mínimo para começar a investir em qualquer título.

    Saiba que os títulos possuem diferentes rentabilidades, podendo elas ser prefixada, ligada à variação da inflação ou à variação da taxa de juros básica da economia – Selic. Além disso, fique ligado pois elas contam com diferentes prazos de vencimento e de fluxos de remuneração.

    + Tesouro Direto: como investir pelo aplicativo?

    Quer entender melhor sobre esse valor mínimo? É que para investir no Tesouro Direto, a quantidade mínima de compra é de 1% do valor de um título, desde que respeitado o valor mínimo de R$30. 

    Dessa forma, o investidor pode comprar 0,01 título; 0,02 título; 0,03 título e assim por diante. É importante saber, também, que o valor máximo para aplicação é R$1.000.000,00 por mês. Para vender não existe limite financeiro.

    @financeonebr

    Começar a investir com apenas R$40 é possível! Se liga nas dicas que o @investimentos.fc separou pra te ajudar. #financas #financaspessoais #investimentos

    ♬ Love You So – The King Khan & BBQ Show

    Investimentos no Tesouro Direto superaram resgate em maio

    As vendas de títulos públicos no Tesouro Direto totalizaram R$3,9 bilhões em maio de 2022, contra R$2,14 bilhões de resgate. O saldo entre papéis emitidos menos os títulos resgatados, foi de R$ 1,76 bilhão.

    De acordo com os dados divulgados pela Agência Brasil, as aplicações de até R$1 mil representaram 59,99% das operações de investimento mensais. Porém, o valor médio por operação ficou em R$6.510,26.

    Os investimentos no Tesouro Selic foram os que apresentaram maior demanda, com participação de 56,5%, seguido dos títulos indexados à inflação, ou seja, IPCA+ (32,7%) e dos prefixados (10,9%).

    Em relação aos títulos resgatados, pouco mais de R$2,05 bilhões correspondem aos preços de mercado na data da transação. E, cerca de R$92,4 milhões são relativos à data de vencimento. Nesse caso, o investidor recebe o valor integral da rentabilidade definida no momento da compra.

    + Como resgatar uma aplicação no Tesouro Direto: vale a pena?

    A maior parcela de vendas (79,99%) foi de títulos com vencimento entre 1 e 5 anos. Além disso, 17,94% refere-se às aplicações em títulos com vencimento acima de dez anos. Já os títulos com vencimento de cinco a dez anos representam 2,06% do total.

    Ainda de acordo com o balanço do Tesouro Nacional, em maio de 2022 foram realizadas 600,12 mil operações de investimento em títulos do Tesouro Direto. Além disso, a plataforma atingiu 1,974 milhão de investidores com algum saldo em aplicações no programa de vendas de títulos públicos federais.

    O total de cadastros cresceu. Foi registrada a entrada de mais 561,06 mil pessoas, o que totaliza 18,953 milhões de investidores. O número é 72,39% superior ao de maio de 2021.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe ele para que possa ser útil para mais pessoas que querem saber sobre a rentabilidade no Tesouro Direto.

    Veja também no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Juliana Favorito
    Juliana Favorito
    Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasInvestimentosRentabilidade no Tesouro Direto: saiba como calcular

    Rentabilidade no Tesouro Direto: saiba como calcular

    4
    (1)

    Grande parte das pessoas que desejam investir já sabem que o Tesouro Direto é tão seguro quanto a poupança. Porém, ainda existe muita desconfiança nesse tipo de aplicação e uma forma de acabar com isso é conhecendo a rentabilidade no Tesouro Direto.

    Publicidade

    Apesar de muitos brasileiros ainda preferirem a poupança para guardar o seu dinheiro, o valor atual da taxa Selic não é favorável para esse tipo de investimento. Já a rentabilidade do Tesouro Direto segue em alta. Para se ter uma ideia, os lucros do Tesouro Direto estão acima do CDI.

    Se você tem vontade de investir nesse tipo de aplicação é preciso conhecer muito bem como ela funciona. Assim como em qualquer investimento. 

    Descubra o que é o Tesouro Direto

    Apesar de ser bem conhecido, o Tesouro Direto ainda pode causar uma certa confusão. Por esse motivo, vamos a explicação do que é esse investimento. 

    Esta aplicação é um programa do Governo Federal que possibilita a emissão de títulos da dívida pública. A forma como funciona é bem parecida com a de um empréstimo.

    Você empresta o seu dinheiro e em troca recebe uma taxa de juros. Essa é a rentabilidade do Tesouro Direto. E é no vencimento que o seu dinheiro é corrigido e você poderá sacá-lo.

    Publicidade

    + Tesouro Direto com juros semestrais vale a pena? Como funciona? Entenda!

    Mas, para que o Governo Federal pega esse “empréstimo” com você? Para o financiamento e investimento de diversos setores, como saúde, educação e infraestrutura do país.

    Vale ressaltar ainda que os títulos do Tesouro Direto são oferecidos em três modalidades, sendo elas: Tesouro Selic, Tesouro Prefixado e Tesouro IPCA+.

    Além disso, a grande vantagem de investir nesse tipo de aplicação é o valor baixo, com somente R$30 você já pode começar.

    Qual é a rentabilidade do Tesouro Direto?

    Se você quer começar a investir no Tesouro Direto, saber a rentabilidade dele é fundamental, certo? A primeira coisa que você precisa saber é que os lucros vão variar de acordo com determinados fatores, como o tipo de título, data de vencimento, comportamento do indexador e expectativas do futuro.

    Publicidade

    Mas vale ressaltar que grande parte dos ativos que estão disponíveis no mercado para a negociação contam com uma rentabilidade próxima de 4,25% ao ano.

    Homem sentado usando uma calculadora
    A rentabilidade do Tesouro Direto é maior do que da poupança

    Além disso, quando existe uma expectativa de alta nos juros da economia, a rentabilidade do investimento aumenta e, consequentemente, o preço unitário diminui. E por que isso acontece? Porque a dívida pública ficou mais cara.

    Com isso, o governo precisa oferecer um retorno maior aos investidores para compensar o risco. 

    Como calcular a rentabilidade no Tesouro Direto?

    Agora que você já sabe o que é o tesouro e a sua rentabilidade, que tal entender como se calcula? Primeiramente, vai precisar saber que a rentabilidade é anual e, por isso, para estimar o seu retorno mensal, basta dividir a taxa anual por 12.

    Entretanto, mesmo assim, você precisa ficar de olho em algumas variáveis. Isso porque o resultado pode mudar, principalmente nos títulos que forem relacionados ao IPCA e prefixados.

    Publicidade

    + Tesouro Direto: qual a melhor opção para você?

    Mas, por que isso acontece? O motivo é a volatilidade do mercado desses ativos. Afinal, eles dependem do comportamento da Selic, e você sabe que ela está em constante oscilação.

    Dessa forma, sabe-se que a rentabilidade no Tesouro Direto pode ser ou positiva ou negativa, de forma mensal. Mas isso não acontece no Tesouro Selic, em virtude da sua volatilidade.

    Qual o prazo de liquidar a compra e venda do Tesouro Direto?

    A liquidação da compra do Tesouro Direto, ou seja, a etapa final da transação de compra ocorre no dia seguinte ao da compra no site do Tesouro. Mas, algumas corretoras oferecem liquidação no mesmo dia.

    Já a liquidação da venda pode ocorrer no mesmo dia do pedido do resgate. Para isso, o pedido deve ser feito até as 13h em dias úteis.

    Pedidos de resgate feitos após as 13h, em fins de semana ou feriados, são liquidados no próximo dia útil.

    Qual o valor mínimo para investir no Tesouro Direto?

    Você sabia que dá para começar a investir no Tesouro Direto com apenas R$30? Isso mesmo, é possível começar com esse valor, que é o mínimo para começar a investir em qualquer título.

    Saiba que os títulos possuem diferentes rentabilidades, podendo elas ser prefixada, ligada à variação da inflação ou à variação da taxa de juros básica da economia – Selic. Além disso, fique ligado pois elas contam com diferentes prazos de vencimento e de fluxos de remuneração.

    + Tesouro Direto: como investir pelo aplicativo?

    Quer entender melhor sobre esse valor mínimo? É que para investir no Tesouro Direto, a quantidade mínima de compra é de 1% do valor de um título, desde que respeitado o valor mínimo de R$30. 

    Dessa forma, o investidor pode comprar 0,01 título; 0,02 título; 0,03 título e assim por diante. É importante saber, também, que o valor máximo para aplicação é R$1.000.000,00 por mês. Para vender não existe limite financeiro.

    @financeonebr

    Começar a investir com apenas R$40 é possível! Se liga nas dicas que o @investimentos.fc separou pra te ajudar. #financas #financaspessoais #investimentos

    ♬ Love You So – The King Khan & BBQ Show

    Investimentos no Tesouro Direto superaram resgate em maio

    As vendas de títulos públicos no Tesouro Direto totalizaram R$3,9 bilhões em maio de 2022, contra R$2,14 bilhões de resgate. O saldo entre papéis emitidos menos os títulos resgatados, foi de R$ 1,76 bilhão.

    De acordo com os dados divulgados pela Agência Brasil, as aplicações de até R$1 mil representaram 59,99% das operações de investimento mensais. Porém, o valor médio por operação ficou em R$6.510,26.

    Os investimentos no Tesouro Selic foram os que apresentaram maior demanda, com participação de 56,5%, seguido dos títulos indexados à inflação, ou seja, IPCA+ (32,7%) e dos prefixados (10,9%).

    Em relação aos títulos resgatados, pouco mais de R$2,05 bilhões correspondem aos preços de mercado na data da transação. E, cerca de R$92,4 milhões são relativos à data de vencimento. Nesse caso, o investidor recebe o valor integral da rentabilidade definida no momento da compra.

    + Como resgatar uma aplicação no Tesouro Direto: vale a pena?

    A maior parcela de vendas (79,99%) foi de títulos com vencimento entre 1 e 5 anos. Além disso, 17,94% refere-se às aplicações em títulos com vencimento acima de dez anos. Já os títulos com vencimento de cinco a dez anos representam 2,06% do total.

    Ainda de acordo com o balanço do Tesouro Nacional, em maio de 2022 foram realizadas 600,12 mil operações de investimento em títulos do Tesouro Direto. Além disso, a plataforma atingiu 1,974 milhão de investidores com algum saldo em aplicações no programa de vendas de títulos públicos federais.

    O total de cadastros cresceu. Foi registrada a entrada de mais 561,06 mil pessoas, o que totaliza 18,953 milhões de investidores. O número é 72,39% superior ao de maio de 2021.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe ele para que possa ser útil para mais pessoas que querem saber sobre a rentabilidade no Tesouro Direto.

    Veja também no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?