Mais
    InícioCriptomoedaCasa de câmbio passa a aceitar bitcoin para comprar dólar

    Casa de câmbio passa a aceitar bitcoin para comprar dólar

    0
    (0)

    Se você tem bitcoin e vai viajar para o exterior, talvez goste dessa notícia.

    Publicidade

    Isso porque a casa de câmbio carioca Europa Câmbio começou, na última segunda-feira (6), a aceitar a moeda virtual para comprar dólar.

    Essa nova modalidade de compra de dólar está valendo para as lojas do Rio de Janeiro e São Paulo.

    A casa de câmbio está aceitando o bitcoin como forma de pagamento para as transações regulares, tanto de compra quanto de venda de moedas estrangeiras.

    As operações já passaram por fases de teste e começaram a ser realizadas na unidade do Shopping Leblon no Rio de Janeiro.

    comprar-dólar
    A Europa Câmbio possibilita comprar dólar com bitcoin

    Ainda existe a possibilidade de realizar as operações nas lojas online com entrega também para a Grande São Paulo.

    Publicidade

    A previsão é que até o fim de junho as 25 lojas estejam realizando essas transações.

    De acordo com o empresário Túlio Ferreira dos Santos, fundador da Europa Câmbio, todo o processo vai demorar até três segundos para ser realizado.

    “O processo é como uma compra normal. Temos uma maquininha de cartão que faz a transação”, explicou.

    Como comprar dólar com bitcoin

    Todo o processo para comprar dólar é, tecnicamente, uma espécie de “puxadinho”. Isso porque o bitcoin não é considerado um ativo financeiro no Brasil.

    Agora você deve estar se perguntando como é possível comprar dólar com o bitcoin na casa de câmbio, certo?

    Publicidade

    É possível porque a criptomoeda sai da carteira virtual do comprador para a de uma corretora que pertence à loja de câmbio.

    E a corretora irá se encarregar de liberar o valor em real na conta da agência da Europa Câmbio.

    “Oficialmente, toda transação com a casa de câmbio é em real. Não tem nenhuma zona cinzenta de legislação”, explicou o fundador.

    Além disso, o processo é uma espécie de “tropicalização” que a fintech americana Bitpay faz.

    Ela é a referência usada pela casa de câmbio brasileira para que esse novo serviço seja oferecido aos clientes.

    Publicidade

    A Bitpay é considerada hoje a principal empresa de solução financeira do mundo para o mercado de criptomoedas.

    É também a responsável pela tecnologia da Microsoft, Amazon e Uber, que já aceitam pagamentos em bitcoins nos Estados Unidos.

    Somente no ano passado, a empresa intermediou US$ 1 bilhão em negócios com moeda virtual no Brasil.

    Agora no Brasil, aqueles que quiserem usar diretamente o bitcoin para operações de câmbio e pagamento de contas precisará recorrer a algumas improvisações.

    Estas muitas vezes à margem das legislações.

    Criptomoedas já são usadas para pagamentos instantâneos

    A empresa Atar, do empresário Orlando Purim, gera boletos para pagamentos instantâneos. Em parceria com algumas corretoras, aceita o uso de criptomoedas diretamente na economia real.

    Se você está em dúvida de como todo esse processo é realizado, um exemplo é o americano Timothy Scher, que mora no Canadá e tem negócios no Brasil.

    Ele emitiu um boleto da Atar, de US$ 1 mil, para uma conta própria do Nubank.

    Dessa forma, foi possível, com o bitcoin, pagar as contas no país sem recorrer ao envio de dinheiro via sistema bancário tradicional.

    Neste mês, a cotação da criptomoeda superou a barreira de US$ 5,4 mil, alcançando o maior patamar em cinco meses.

    Essa atual cotação era o teto programado pelos investidores para vender o bitcoin.

    Agora que essa cotação foi rompida, os investidores projetam a moeda virtual na casa dos US$ 6 mil.

    Aprenda a investir em bitcoin

    O bitcoin ainda é a primeira criptomoeda no ranking de capitalização desses ativos. É o que consta no portal CoinMarketCap.

    A capitalização de mercado, ou seja, o valor de mercado da moeda é US$ 120.265.100.344.

    Desde o início de julho a curva tem sido ascendente, com pequenas variações para baixo.

    Mas, investir em criptomoedas não é para qualquer perfil de investidor. Esse ativo é altamente arriscado.

    Por isso, apenas os perfis mais arrojados, de investidores que estão dispostos a correr mais riscos, são aqueles que costumam escolher esse ativo.

    Se você se interessa por esse assunto, confira dicas de como investir em bitcoin!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Mateus Carvalho
    Mateus Carvalho
    Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaCasa de câmbio passa a aceitar bitcoin para comprar dólar

    Casa de câmbio passa a aceitar bitcoin para comprar dólar

    0
    (0)

    Se você tem bitcoin e vai viajar para o exterior, talvez goste dessa notícia.

    Publicidade

    Isso porque a casa de câmbio carioca Europa Câmbio começou, na última segunda-feira (6), a aceitar a moeda virtual para comprar dólar.

    Essa nova modalidade de compra de dólar está valendo para as lojas do Rio de Janeiro e São Paulo.

    A casa de câmbio está aceitando o bitcoin como forma de pagamento para as transações regulares, tanto de compra quanto de venda de moedas estrangeiras.

    As operações já passaram por fases de teste e começaram a ser realizadas na unidade do Shopping Leblon no Rio de Janeiro.

    comprar-dólar
    A Europa Câmbio possibilita comprar dólar com bitcoin

    Ainda existe a possibilidade de realizar as operações nas lojas online com entrega também para a Grande São Paulo.

    Publicidade

    A previsão é que até o fim de junho as 25 lojas estejam realizando essas transações.

    De acordo com o empresário Túlio Ferreira dos Santos, fundador da Europa Câmbio, todo o processo vai demorar até três segundos para ser realizado.

    “O processo é como uma compra normal. Temos uma maquininha de cartão que faz a transação”, explicou.

    Como comprar dólar com bitcoin

    Todo o processo para comprar dólar é, tecnicamente, uma espécie de “puxadinho”. Isso porque o bitcoin não é considerado um ativo financeiro no Brasil.

    Agora você deve estar se perguntando como é possível comprar dólar com o bitcoin na casa de câmbio, certo?

    Publicidade

    É possível porque a criptomoeda sai da carteira virtual do comprador para a de uma corretora que pertence à loja de câmbio.

    E a corretora irá se encarregar de liberar o valor em real na conta da agência da Europa Câmbio.

    “Oficialmente, toda transação com a casa de câmbio é em real. Não tem nenhuma zona cinzenta de legislação”, explicou o fundador.

    Além disso, o processo é uma espécie de “tropicalização” que a fintech americana Bitpay faz.

    Ela é a referência usada pela casa de câmbio brasileira para que esse novo serviço seja oferecido aos clientes.

    Publicidade

    A Bitpay é considerada hoje a principal empresa de solução financeira do mundo para o mercado de criptomoedas.

    É também a responsável pela tecnologia da Microsoft, Amazon e Uber, que já aceitam pagamentos em bitcoins nos Estados Unidos.

    Somente no ano passado, a empresa intermediou US$ 1 bilhão em negócios com moeda virtual no Brasil.

    Agora no Brasil, aqueles que quiserem usar diretamente o bitcoin para operações de câmbio e pagamento de contas precisará recorrer a algumas improvisações.

    Estas muitas vezes à margem das legislações.

    Criptomoedas já são usadas para pagamentos instantâneos

    A empresa Atar, do empresário Orlando Purim, gera boletos para pagamentos instantâneos. Em parceria com algumas corretoras, aceita o uso de criptomoedas diretamente na economia real.

    Se você está em dúvida de como todo esse processo é realizado, um exemplo é o americano Timothy Scher, que mora no Canadá e tem negócios no Brasil.

    Ele emitiu um boleto da Atar, de US$ 1 mil, para uma conta própria do Nubank.

    Dessa forma, foi possível, com o bitcoin, pagar as contas no país sem recorrer ao envio de dinheiro via sistema bancário tradicional.

    Neste mês, a cotação da criptomoeda superou a barreira de US$ 5,4 mil, alcançando o maior patamar em cinco meses.

    Essa atual cotação era o teto programado pelos investidores para vender o bitcoin.

    Agora que essa cotação foi rompida, os investidores projetam a moeda virtual na casa dos US$ 6 mil.

    Aprenda a investir em bitcoin

    O bitcoin ainda é a primeira criptomoeda no ranking de capitalização desses ativos. É o que consta no portal CoinMarketCap.

    A capitalização de mercado, ou seja, o valor de mercado da moeda é US$ 120.265.100.344.

    Desde o início de julho a curva tem sido ascendente, com pequenas variações para baixo.

    Mas, investir em criptomoedas não é para qualquer perfil de investidor. Esse ativo é altamente arriscado.

    Por isso, apenas os perfis mais arrojados, de investidores que estão dispostos a correr mais riscos, são aqueles que costumam escolher esse ativo.

    Se você se interessa por esse assunto, confira dicas de como investir em bitcoin!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?