Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Conheça os erros mais comuns do investidor iniciante

Escrito por: Mateus Carvalho em 24 de julho de 2018

Dar o primeiro passo em qualquer novo desafio ou objetivo é fundamental. Mas essa atitude precisa ser bem calculada e analisada, para não refletir nenhuma consequência negativa futuramente. Esse é o caso do investidor iniciante.

O desejo de ingressar no mercado financeiro e começar um investidor acaba sendo maior do que qualquer outra visão. Dessa forma, o investidor iniciante, nesses casos, corre muitos riscos ao mergulhar de cabeça nas situações sem saber, pelo menos, o básico para ter um retorno positivo.

investidor iniciante
Os investidores iniciantes comentem alguns erros por não conhecerem o negócio a fundo

É muito comum, portanto, o investidor iniciante ter insucesso nas primeiras tentativas e se frustrar de início. Para que isso não aconteça, é necessário se atentar antes de começar qualquer investimento, seja do mais simples ao mais complexo.

Uma análise detalhada é o essencial. Conhecer esse investimento a fundo, as suas peculiaridades, os seus cálculos, retornos, além dos impactos que ele desenvolve dentro do mercado de negócios. Investir não é apostar, uma vez que não é recomendável contar com a sorte, pois assim as chances de dar errado serão grandes. Aprenda como se tornar um investidor qualificado.

Para ajudar e ter a certeza de que você não se encaixa nesse perfil acima, confira os principais erros de um investidor iniciante.

1 – Falta de planejamento

Embora seja um assunto que sempre é comentado, ainda existem pessoas que insistem em negligenciar o fator planejamento. Essa é uma ferramenta necessária para todas as ações da vida, seja no aspecto pessoal, profissional, familiar, religioso, entre outros.

O investidor iniciante costuma entrar e começar sem planejar o que estará fazendo, muitas vezes no calor do momento ou mera empolgação. O mercado está cada vez mais repleto de opções para investir.

Assim, se não houver um planejamento adequado de como, quando, onde, porque começar e os métodos e/ou objetivos, as chances de falhar serão grandes.

2 – Não saber o seu perfil de investidor

Qual é a sua identidade? Melhorando a pergunta, qual é o seu perfil de investidor? Essa é uma questão a que muita gente não consegue responder, sendo a maioria já presente no mercado financeiro. Ou seja, começam a investir sem saber ou conhecer a si próprio, como objetivos, valores, pontos fracos e fortes, habilidades, capacidade de investir.

Esse pode ser considerado um dos maiores erros do investidor iniciante. Se você é ou quer se tornar um, tome muito cuidado com esse fator. Não identificar o seu perfil é um indício de que, no futuro, você pode vir a perder muito dinheiro.

Como isso pode acontecer? É simples, pois a vontade será maior do que a sua capacidade ou habilidades. Talvez você tenha um perfil mais agressivo, mas opta por algo mais conservador, ou vice-versa.

Isso para o mercado é fatal e você ficará completamente sujeito ao risco. Para evitar esse tipo de situação, não deixe de conhecer o seu perfil. Algumas instituições, por exemplo, disponibilizam questionários para os clientes para auxiliá-los a saber se são conservadores, moderados ou agressivos.

3 – Começar um investimento sem estudá-lo antes

Você já participou de alguma entrevista de emprego? Lembra quando enviava currículos e recebia aquela resposta para comparecer a uma primeira conversa com um gestor ou recrutador? A sua primeira reação, geralmente, era pesquisar sobre aquela empresa para chegar no dia sabendo do que se trata aquela proposta, certo?

No mercado de investimentos isso tende a se repetir para que o sucesso seja garantido. Antes de começar, o investidor iniciante precisa conhecer o tipo de negócio que ele escolheu, estudá-lo para ter em mente tudo o que lhe espera. Confira sete aplicativos que todo investidor deve ter.

Tudo nessa vida requer esforço. Portanto, para que você obtenha um retorno vantajoso, invista em seu conhecimento. Busque informações sobre o que mais se adequa ao seu perfil, sobre as características do investimento que lhe agradou ou se encaixou no que procura, e esteja preparado para ingressar nesse mundo financeiro.

4 – Confundir investimento com aposta

Mais um erro que é muito comum no mercado financeiro e cometido, principalmente, pelo investidor iniciante. Como é a primeira vez ou o início nesse mercado, costuma-se achar que estão apostando em algo para ver se vai dar certo ou não. Nesses casos, contando com a sorte.

Pois bem, é aí que mora o perigo. Investimento não é sorte! Isso ocorre muito com investidor iniciante em bolsas de valores, pois ouve de especialistas que apostar em determinado esquema é vantajoso e caem nas ofertas milagrosas. Esteja sempre desconfiado de qualquer situação parecida com essa.

O mercado financeiro não foi criado com o intuito de fazer milagres. Tudo o que acontece é reflexo de planejamento, esforço e acontecendo de maneira gradativa. Por isso, usar o termo aposta é uma péssima decisão e você pode começar esse jogo atrás no placar.

5 – Ter pressa pelo retorno financeiro

Se no dito popular a pressa é a inimiga da perfeição, no mundo dos negócios ela é inimiga do retorno financeiro.

Em um mercado bem instável, ter lucro agindo com pressa e pensando apenas no curto prazo não é o recomendável e pode não funcionar. Está aí mais um grande erro do investidor iniciante.

Quer dicas para investir? Veja como começar no mercado de ações, debêntures, fundos de investimento, ou como montar sua carteira.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

3 investimentos que prometem boa rentabilidade em 2019
Selic
Taxa-Selic
negociar-as-dívidas-com-o-banco
ações para investir por um ano