Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

7 dicas para economizar na compra de roupas

Escrito por: Redação em 25 de junho de 2018

Economizar na compra de roupas é uma tarefa difícil. A todo momento somos bombardeados com anúncios na TV e nas mídias sociais. E aqueles carrinhos que a gente monta e não conclui, e depois fica sendo “perseguido” por todo site que você vai? Fica quase impossível resistir a uma oferta assim, não é mesmo?

Mas não saber controlar a vontade de comprar por impulso é um perigo para as suas finanças. Isso porque pode levar a gastos além do que você poderia (ou deveria). Um exemplo são aqueles famosos cartões de loja. Sabia que os juros desses cartões podem chegar a até 875% para quem não pagar a fatura no prazo?

saiba como você pode economizar na compra de roupas
Para você economizar na compra de roupas, deve, antes de tudo, saber controlar o impulso consumista

Na verdade, no seu dia a dia é possível economizar. Seja com a energia elétrica, a água e até mesmo no supermercado. Para manter o controle do orçamento da casa, você precisa seguir todas essas dicas para poupar.

A boa notícia é que o Indicador de Uso do Crédito apurado pelo SPC Brasil e a CNDL aponta que, na passagem de março para abril, a quantidade de consumidores que usou crédito caiu de 46% para 40%. Entre as modalidades de crédito mais usadas o cartão de crédito foi a principal. Em seguida vieram crediário, limite do cheque especial, empréstimos e financiamentos.

Dos usuários do cartão de crédito, as compras em supermercados são os produtos mais adquiridos com essa modalidade. Em seguida aparecem gastos com remédios, combustíveis, bares e restaurantes, roupas, calçados e acessórios, serviços de recarga para celular, entre outros.

Os gastos com roupas, mencionados acima, representam 29% dos produtos. Ou seja, ainda é alto o percentual de quem usa o crédito para pagar roupas. Como, então, economizar com esse tipo de compra?

A seguir, confira sete dicas fundamentais para você economizar dinheiro com roupas. No final tem um bônus!

1 – Pesquise e compare preços

Pesquisar preços é essencial. E comparar, claro. O ideal é que você vá às compras com um objetivo em mente. Por exemplo, comprar um casaco mais quentinho ou uma calça nova.

Antes de fechar a compra na primeira loja que você entrar, faça uma pesquisa de preços. Aproveite para comparar os valores e você verá que nesse busca poderá encontrar uma boa oferta.

2 – Tenha paciência

Para pesquisar e comparar preços de roupas é preciso ter paciência. Se você é daquelas pessoas que gosta de ir ao shopping e resolver tudo em dez minutos, entrando na primeira loja que você lembrou, saiba que isso pode atrapalhar na hora de economizar. Portanto, tenha paciência para percorrer as lojas e procurar bem.

Não tenha medo das araras e baias de promoções! Dali podem sair ótimos achados. Ter paciência inclui também esperar. Você precisa (ou quer muito) determinada peça? Se essa compra não for comprometer em nenhum momento o seu orçamento, por que não esperar por uma promoção?

3 – Fuja da estação

O que nos leva a: fuja das roupas de estação! Durante a alta estação, você encontrará os itens por preços mais elevados. Aproveitar o início do verão para comprar roupas de inverno e vice versa pode ser bem melhor para o seu bolso.

É comum também entre as trocas de estação, principalmente entre Primavera-Verão e Outono-Inverno, as lojas entrarem em liquidação. Por exemplo, durante os meses mais quentes, aquelas roupas dos mais frios são vendidas por preços mais baixos. Se você quer economizar, deve ficar atento a isso.

4 – Aproveite o término das festas de fim de ano

Falando em baixa estação, sabe quando as festas de fim de ano acabam? É quando as lojas liquidam todas aquelas roupas que estavam bem mais caras durante o Natal e Ano Novo. É nessas épocas que a demanda é muito alta e, portanto, o preço mais ainda.

Esperar chegar janeiro e fevereiro pode ser uma boa época para comprar aquela peça que você que você viu no final do ano e não teve coragem de levar por causa do preço. E ainda conseguiu resistir ao uso do cartão, prevendo que início de ano os gastos costumam ser maiores.

5 – Evite usar o cartão de crédito

O índice do SPC e a CNDL mostra que embora a maioria dos consumidores entrevistados – 73% – tenha afirmado que conseguiu pagar a fatura integral do cartão de crédito, 25% acabou entrando no rotativo. É com isso que você deve ter cuidado, já que os juros do rotativo do cartão de crédito são alguns dos mais caros do mercado.

Por isso que, antes de fazer uma compra de valor que possa comprometer suas finanças, você precisa estar bem planejado e pronto para esse gasto. E, claro, sempre avaliar se tal compra é realmente necessária.

6 – Customize e combine roupas

Antes de decidir por uma compra, você pode (e deve) verificar o que tem no armário. Promova aquela grande arrumação, separando aquilo que pode ir para doação, o que será descartado e aquilo que você vai manter.

Na pilha do que vai ficar, você pode separar peças para serem repaginadas. Uma calça jeans, por exemplo, pode ser transformada em um short.

Saiba também como combinar as roupas que você possui. Para ter mais possibilidades, tente ficar no básico. Manter suas roupas mais básicas vai permitir um número maior de combinações entre as peças e com os acessórios, para dar aquele charme extra.

7 – Acompanhe as redes sociais

Para buscar aquelas peças que você realmente precisa ou que vão dar o charme extra no seu guarda-roupa, fique ligado nas redes sociais. É lá que as promoções serão anunciadas.

E muitas lojas promovem também bazares, em que é possível adquirir itens com um precinho bem mais em conta.

Dica bônus: lojas de fábrica (Cuidado!)

Ficar ligado nos achadinhos das redes sociais tem o seu perigo. Isso porque você pode não resistir a uma liquidação ou bazar. Ou, ainda pior: descobrir a loja de fábrica onde você compra barato o ano todo.

Portanto, ter autocontrole é fundamental para economizar na compra de roupas.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

menos-juros-no-financiamento-imobiliário
portabilidade-em-planos-de-saúde-empresariais
Consórcio-Yamaha
planos-de-saúde
Cobrar dinheiro emprestado