Início Notícias Empreendedorismo Como montar uma reserva de emergência sendo freelancer?

Como montar uma reserva de emergência sendo freelancer?

0
(0)

Ter uma reserva de emergência é essencial para um freelancer. Principalmente porque a pessoa que trabalha com esse modelo não tem benefícios, como férias remuneradas ou auxílio em caso de doença.

E não são poucos no Brasil. Dados do IBGE mostram a taxa de informalidade está em 41,1%. O equivalente a 38,4 milhões de pessoas entre os trabalhadores ocupados.

O número de microempreendedores individuais (MEIs) também cresceu. O país ultrapassou, em março de 2019, a marca de 8 milhões, fechando o mês com 8.154.678 cadastros.

No entanto, metade dos brasileiros que são freelancers não se importam com isso. É o que mostra um levantamento “Freela$: como nos relacionamos com o dinheiro”.

reserva de emergência
Fazer uma reserva de emergência é fundamental para quem trabalha como freelancer

O levantamento mostra que 50% dos freelancers não têm nenhuma reserva de emergência. E entre os que conseguiram acumular algum dinheiro, 21% possuem reserva de até três meses e 29% acima de três meses.

A pesquisa ainda mostra a dificuldade do profissional independente em manter as finanças em dia com uma renda que varia todos os meses.

  • 66% dos freelas não conseguem guardar dinheiro todos os meses;
  • 59% não conseguem tirar férias;
  • 41% não têm nenhum tipo de investimento para aposentadoria.

Por que os freelancers não guardam dinheiro?

Um sinal de alerta que a pesquisa aponta é que 66% dos que responderam à pesquisa não conseguem guardar dinheiro de forma recorrente. Isso ocorre mesmo que em uma pequena parcela todos os meses. Os motivos são:

  • 43% dos freelancers acham que cobram abaixo do valor do mercado por seus serviços;
  • 92% dos freelancers recebem até R$ 2 mil mensais por seu trabalho;
  • 46% dos freelancers não possuem empresa aberta para prestar serviços como PJ.

Como fazer um reserva de emergência?

1 – Controle os seus gastos

Essa parece ser uma dica simples, mas é nisso que a maioria dos freelancers encontram dificuldades na hora de fazer uma reserva de emergência.

Para que isso seja possível, faça uma lista com seus custos fixos. Ela vai te indicar o quanto será necessário ganhar naquele mês para pagar todos os boletos.

Mesmo que seja mais complicado ter uma previsibilidade na renda, é possível estabelecer metas diárias e semanais. Outra decisão importante é rever o seu estilo de vida e cortar gastos supérfluos

Uma maneira simples e descomplicada para conseguir esse objetivo é o uso de aplicativos de finanças pessoais. A partir deles, é possível registrar todos os seus gastos, o que permite conhecer melhor a sua realidade.

2 – Fuja das dívidas

Os juros são grandes vilões do seu orçamento. Quando você não paga uma fatura de cartão de crédito, por exemplo, o valor devido aumenta a cada mês.

Portanto, a falta de controle pode se transformar em cifras praticamente impossíveis de quitar.

Se você tem o nome sujo, o primeiro passo é buscar formas de pagar as dívidas. Procure a instituição e negocie uma diminuição no valor, com parcelas mais em conta ou desconto à vista.

Existem feirões que conectam as duas partes e proporcionam até 98% de abatimento.

3 – Defina os seus objetivos

Para organizar sua vida financeira, você precisa saber onde quer chegar. Estabelecer metas ajuda a economizar dinheiro porque é mais fácil poupar com algo claro em mente.

Esses objetivos devem ser palpáveis. Ou seja, que possam ser mensurados e adaptados. Portanto, defina uma data para cada meta, como “trocar de carro” e “fazer a viagem dos sonhos”, e busque formas de economizar para cumpri-los.

Contudo, lembre-se que não é preciso se privar de muitas coisas para isso — a simples organização já permite um orçamento mais flexível.

4 – Faça investimentos

Os investimentos são uma forma de aumentar a sua renda. No entanto, antes de procurar as melhores oportunidades no mercado, é importante zerar as suas dívidas e criar a reserva de emergência.

Depois, separe 10% da sua renda para investir. O que deve ser dividido entre objetivos próximos, como trocar de carro, e mais distantes, como a aposentadoria. Veja os melhores investimentos para 2020!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Está difícil aprovar o financiamento? Veja o que fazer

Para aprovar um financiamento é necessário estar com o nome limpo. Isso ocorre porque as instituições financeiras, antes de emprestarem qualquer valor, fazem uma...

7 erros comuns ao investir em Bitcoin

Devido ao cenário econômico nada atrativo, as pessoas estão buscando novas alternativas para investimento. Por isso, investir em Bitcoin pode ser uma...

Qual melhor chave PIX para cadastrar?

Desde o dia 5 de outubro é possível realizar o cadastro da chave PIX, o novo sistema de pagamentos e transferências instantâneas.

Você sabe o que é taxa de juros e como funciona?

Muito se fala em cuidado com as dívidas por causa das altas taxas de juros. O mesmo vale ao solicitar um empréstimo, uma vez...

5 erros comuns ao montar um planejamento financeiro

Realizar um planejamento financeiro é um passo essencial para que você possa ter uma vida mais saudável e organizada. Porém, algumas pessoas...

Saiba como pagar dívidas com desconto

Como faço para pagar dívidas com desconto? Essa é pergunta de boa parte dos brasileiros durante a pandemia do novo coronavírus.