Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Mochilão barato: dicas para viajar gastando pouco

Escrito por: Rafael Massadar em 25 de junho de 2018

Fazer um mochilão barato necessita de muita organização e planejamento. Se o mochilão já é uma opção mais em conta, para economizar mais ainda é um desafio. Principalmente com o atual cenário econômico.

Isso porque o Real está desvalorizado. E o pior, o Euro e o Dólar estão com cotações em alta. No entanto, mesmo assim, o sonho da viagem é possível!

Basicamente, quanto mais organizada é a sua viagem, maiores as chances de economizar. Isso inclui pesquisar preços, planejar gastos e fazer reservas com antecedência.

Viajar na baixa temporada também faz diferença. O ideal é escolher meses menos movimentados e evitar feriados. Isso porque você tem mais chances de encontrar promoções de passagens aéreas, preços de hospedagem mais em conta e até negociar os valores de passeios.

mochilão barato

Dicas para um mochilão barato

1 – Faça um roteiro inteligente

Não tente conhecer um continente de uma vez só! Você vai gastar muito com transporte e vai cansar rapidamente. Escolha países que realmente deseja conhecer ou destinos baratos.

Para isso, pesquise bastante. É muito importante colher o máximo de informações possíveis para o seu próximo destino.

Assim você consegue economizar na hospedagem, por exemplo. Caso ela seja bem localizada, você consegue economizar com transportes públicos da cidade.

2 – Compre passagens com antecedência

Para um mochilão barato, não deixe para comprar a sua passagem em cima da hora. Isso vai quase dobrar o valor dela. Aproveite os diversos mecanismos de buscas que facilitam esse processo, como o Skyscanner e o Google Flights.

Essas ferramentas fazem um comparativo de preços de diferentes companhias e avisam quando existe alguma promoção. Lembre-se ainda de usar milhas. Cartões de créditos e companhias aéreas têm diferentes programas em que as milhas acumuladas podem ser trocadas por passagens aéreas.

Procure comprar seus bilhetes em companhias que não incluem tarifas na bagagem despachada. A maioria delas permite que o passageiro despache uma ou até duas malas sem custo adicional. Portante, viaje com o menor peso possível.

Além de economizar, vai facilitar o descolamento durante o seu mochilão. Isso porque algumas low costs cobram por qualquer bagagem despachada.

3 – Economize na hospedagem

A hospedagem muitas vezes é o maior gasto de um mochilão. Por isso, o ideal é substituir hotéis por outros tipos de acomodação. Um exemplo são albergues, que além de econômicos tendem a ser ambientes agradáveis.

Se quiser economizar ainda mais para um mochilão barato, você pode recorrer a plataformas como o Couchsurfing, o Booking e o Airbnb. Eles permitem buscar acomodações com valores bem mais baixos em qualquer parte do mundo.

4 – Pesquise como se locomover nas cidades ou países

Dependendo do número de passageiros, viajar de carro pode ser mais barato do que ir de ônibus ou de avião, e até mais divertido. No entanto, em geral, cidades que têm uma rede de transportes públicos mais complexa podem ser exploradas com a ajuda de mapas online ou dos próprios aplicativos da rede de transportes local.

Outro aplicativo que auxilia na locomoção dentro de algumas cidades é o Uber. Porém, cada lugar vai te oferecer diferentes opções de transportes: trem, ônibus, bonde, avião ou bicicleta.

Um serviço que também vale destaque é o Walking Tour. Muitas cidades oferecem essa opção e é uma ótima maneira de conhecer o lugar, fazer amigos e economizar.

Viajar de carona também é uma das melhores formas de economizar. Em alguns países esse método é muito comum. No entanto, cuidado!

5 – Coma como um local

mochilão

Restaurantes “turísticos” são os piores inimigos da economia em sua viagem. Geralmente, os preços são altos e a qualidade deixa a desejar.

Procure comer nos lugares onde comem os locais, especialmente em seus horários de trabalho, para encontrar opções boas e baratas.

Uma dica importante é sobre o café da manhã. O ideal é encontrar um hotel que já inclua na diária.

Quando não é o caso, costuma ser bem mais caro do que tomar um café e um croissant  em uma padaria próxima. Porém, não deixe de se alimentar bem.

Vale a pena também cozinhar a sua própria comida. Alguns hotéis e hostels oferecem essa opção. Compre os ingredientes em um supermercado e prepare suas refeições (café, almoço e janta). Essa é uma das melhores maneiras de economizar em viagem.

Uma mochila menor também é um item essencial para um mochilão barato. Use uma e ao sair para passear, leve biscoitos, frutas e água.

6 – Use a estratégia dos 20% a mais

Você vai economizar ao máximo para que seu mochilão barato seja possível. No entanto, leve sempre uns 20% a mais do valor planejado como medida de segurança. Sua viagem pode ter imprevistos e é bom você estar preparado.

Isso porque sacar dinheiro no exterior é caro e locais que aceitam outras moedas costumam oferecer cotações ruins. O ideal é levar dinheiro, trocar e pagar sempre na moeda local. Se precisar sacar, saque em grandes quantidades, pois há uma taxa fixa para saques, além dos impostos.

Caso necessite de contato com familiares, amigos ou até mesmo com o trabalho, lembre-se que pagar roaming internacional para sua operadora é caríssimo e desnecessário. Em longas viagens, se achar muito necessário fazer ligações ou usar dados 3G e 4G, compre um chip ao chegar em seu destino de viagem.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

comprar iene
comprar-dolar-mais-barato
Flybondi
levar cachorro no avião
seguro-de-viagem-anual